Notícias

Automóvel da Google sofre um acidente na Indonésia


A Google pode estar a caminho de aperfeiçoar um automóvel sem motorista, mas, infelizmente, por enquanto, os seus automóveis do Street View são ainda susceptíveis aos erros do ser humano. O Automóvel da Google que tem como tarefa capturar imagens para o serviço Street View, sofreu um acidente contra dois autocarros na Indonésia.

Um carro do Google Street View bateu em dois autocarros (ônibus) e uma camioneta na cidade de Bogor, na Indonésia. Segundo a polícia, o motorista do carro bateu no primeiro autocarro, e o condutor pareceu “entrar em pânico”, quando o motorista do autocarro reagiu com raiva. Após este incidente o condutor do veículo da Google pôs-se em fuga. Mas ao fazê-lo o veículo da Google atingiu um segundo autocarro e, em seguida, um pesado, de acordo com relatos da comunicação local.

A Google confirmou o acidente e reagiu da seguinte forma

“Nós levamos incidentes como este bastante a sério. Estamos a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades locais para resolver a situação”, referiu Vishnu Mahmud, responsável pelas comunicações da Google na Indonésia à agência de notícias AFP.

A gigante da tecnologia tem tirado fotos regulares da região para seu serviço de mapas desde Novembro de 2012. Contudo, já não é a primeira vez que o automóvel da Google é envolto em peripécias do género. No início deste ano, a Google negou relatos de que um de seus carros do Street View tinha atropelado um burro em Botswana.

As fotos que apareceram no Street View fotos mostravam o animal a caminhar à beira da estrada e de seguida à medida que se avançava no Street View, via-se deitado de lado na traseira do automóvel.

“Por causa da forma como as nossas imagens de 360 ​​graus são juntadas, parecia que o nosso automóvel tinha sido envolvido em um acidente de atropelamento e fuga, e o pobre animal tinha sido deixado na estrada”, escreveu na altura Kei Kawai, o responsável de produtos para o Google Maps, em um artigo de blog. O responsável acrescentou:

“O burro estava deitado no caminho – talvez a desfrutar de um banho de pó – antes de se afastar com segurança do caminho, para o nosso automóvel passar. Tenho o prazer de confirmar o burro está vivo e bem”,

Pelos vistos desta vez o acidente foi real, e o condutor de facto abandonou a cena do crime. Ao que tudo indica, além de seleccionar a dedo os seus engenheiros, a Google também deveria ponderar mais quem escolhe para conduzir os automóveis relacionados com o serviço Street View.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *