Tecnologia

Intel desenvolveu processador movido a vinho


Sim, você leu bem! Esta semana, a Intel, líder mundial na produção de circuitos integrados, microprocessadores e outros chips, apresentou no Intel Developer Forum (IDF) em San Francisco o protótipo de um processador cuja fonte de energia não poderia ser mais insólita: VINHO!!!

O protótipo consistiu na apresentação de um processador dotado de baixo consumo energético que era alimentado por um copo de vinho tinto. A verdadeira ciência desta invenção consiste na existência de 2 eléctrodos que são inseridos no vidro, que por sua vez vão reagir com o ácido acético que se encontra no vinho. Esta quantidade de ácido acético é mais do que suficiente para alimentar o processador.

Esta experiência está relacionada sobre a vantagem de ter um processamento que tenha um consumo mínimo de energia aliado á potência máxima computacional, digamos que é o futuro, pelo menos como a Intel vê. “É possível começar a imaginar um mundo com um consumo de energia baixo incrível, mas também de alta performance “, disse a Australiana Genevieve Bell, a investigadora responsável deste projecto, num discurso realizado no IDF.

SAMSUNG CSC

Contudo este projecto não deverá ser comercializado tão cedo, pois a Intel neste momento está a trabalhar em processadores de baixa potência. E não é só de vinho. Por exemplo o calor que o nosso corpo transmite pode muito bem servir, para fornecer energia a um processador.

Actualmente a empresa está a fazer progressos com o processador recém-anunciado, designado por Quark X10000, que possui um quinto do tamanho dos processadores Atom actuais e gasta um décimo da energia que os actuais gastam.

Então aproveite o seu copo de vinho, verifique o seu smartphone, e saiba que daqui a algum tempo o pior que pode acontecer é você substituir o seu carregador, por um copo de vinho tinto ou melhor ainda, existir a possibilidade que o calor fornecido pelo seu corpo, seja mais do que suficiente para abastecer os dispositivos do futuro.


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *