Google glass mini jogos Gadgets

E se fosse possível controlar os Google Glass com a mente?



Foi criada uma nova aplicação telecinética que permite a realização de várias funcionalidades dos Google Glass através do pensamento, levando assim as possíveis utilizações dos óculos da Google para um patamar muito mais elevado.

A aplicação MindRDR foi criada por uma empresa britânica – This Place – e liga os Google Glass a uma outra peça de hardware chamada bio-sensor Neurosky EEG, que reconhece actividade cerebral e traduz essa informação em acções. Até ao momento, a MindRDR encontra-se limitada a apenas duas acções, capturar fotografias e partilhar as mesmas nas redes sociais.

Enquanto o utilizar foca o seu pensamento na acção desejada, a aplicação apresenta no visor dos Google Glass um indicador que mostra quando o utilizador está prestes a realizar a tarefa desejada. Quando o indicador atinge o valor predeterminado a aplicação captura a fotografia e com um pouco mais de concentração, o utilizador consegue depois partilhar a sua fotografia nas redes sociais.

Google Glass ganha vídeo explicativo e aplicativo que tira fotos com o piscar dos olhos

“Google Glass é um dos dispositivos móveis “vestíveis” mais reconhecidos e populares a nível mundial mas, depois de o termos experimentado, foi impossível deixar passar o desafio de o ligar-mos às ondas cerebrais”, disse Dusan Hamlin, CEO da This Place, ao Daily Mail.

O software MindRDR encontra-se livre para ser utilizado por developers, pois a This Place espera que a aplicação possa vir a ser utilizada para treinar os utilizadores a se concentrarem melhor, podendo mesmo ser utilizado em situações médicas, oferecendo a pessoas com certas incapacidades uma melhor ferramenta de comunicação.

Apesar do grande passo em frente no desenvolvimento tecnológico que esta aplicação parece trazer, muitos classificaram já esta aplicação como mais um passo em frente contra a privacidade na sociedade, pois a aplicação irá permitir que sejam capturadas fotografias ainda mais discretamente.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *