Redes sociais

Aprenda a gerir os contactos de confiança no FacebooK


Dados recentes demonstram que os adolescentes partilham muitas vezes as suas passwords. Porém, na adolescência as amizades não são tão estáveis quanto na vida adulta e, por isso, os pais ficam de alguma forma reticentes ao saberem que os seus filhos podem ter partilhado a informação de acesso ao Facebook ou outros sites. Com os Contactos de Confiança – uma ferramenta que ajuda a recuperar contas de Facebook através da ajuda de amigos caso tenhamos algum problema em aceder – evita-se partilhar as passwords e as amizades mantém-se sólidas.

Como funciona?

Quando adicionamos um contacto de confiança, o nosso amigo recebe um código com instruções sobre como nos pode ajudar caso nos esqueçamos da nossa password. Assim que obtenhamos três códigos dos nossos contactos de segurança podemos então aceder à nossa conta de Facebook. Esta ferramenta elimina assim a necessidade de nos lembrarmos de questões de segurança ou de preenchermos longos questionários online.

Desta forma, se um adolescente quer provar aos seus amigos que confia neles pode adicioná-los como Contactos de Confiança, em vez de partilhar a sua password, eliminando assim os riscos associados a essa partilha.

Como configurar os Contactos de Segurança?

1 -Podemos escolher os nossos contactos de confiança nas Definições de Segurança a qualquer altura. Deste modo, é possível selecionar os amigos em quem realmente confiamos e a quem será dada mais informação apenas durante o processo, de forma a ser mais fácil ajudarem.

facebook definições de segurança

2 – Depois de selecionados os contactos de confiança, o Facebook vai notificar os amigos escolhidos para que estes estejam prontos a ajudar assim que necessitemos.

facebook contactos e confiança

3 – Para configurar os contactos de confiança, devemos consultar as Definições de Segurança, onde podemos escolher entre três a cinco amigos. Para selecionar bons contactos, devemos dar preferência a:

  • Pessoas em quem confiamos, como os amigos a quem daríamos uma chave extra da nossa casa (no caso dos adolescentes convém selecionar amigos em quem os pais também confiem, além disso os próprios pais também devem constar dos contactos de confiança).
  • Amigos que consigamos contactar sem usar o Facebook, idealmente através do telefone ou pessoalmente, dado que teremos de conseguir falar com os mesmos sem fazer login.
  • Um número considerável de contactos, pois quanto mais pessoas escolhermos, maior será a possibilidade de termos amigos que nos possam ajudar prontamente numa situação urgente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *