android código malicioso Segurança

A cada 18 segundos um novo tipo de vírus para Android é criado



Novo relatório sobre códigos maliciosos, divulgado pela  G Data,  releva que mais de 50% dos vírus criado para Android são direcionados a atacar as transações financeiras – mobile banking e mobile commerce – e que todos os dias são criados cerca de 5 mil novas pragas para este sistema operacional móvel.

Foram descobertos pelos analistas da G Data 440.267 novos códigos maliciosos para Android no primeiro trimestre de 2015, sendo um novo tipo a cada 18 segundos. O volume representa aumento de 6,4% em comparação com o quarto trimestre de 2014, quando foram registrados 413.871 exemplares. Em comparação com o primeiro trimestre de 2014 (363.153), o aumento é ainda maior: 21 por cento.

“O uso de smartphones e tablets em transações financeiras e comercio eletrônico está aumentando rapidamente. Com a sua posição dominante no mercado, o sistema operacional Android tem a atenção dos criminosos cibernéticos e por isso não é nenhuma surpresa que a maioria dos ataques aos usuários seja direcionado para esta plataforma”, comenta Christian Geschkat, gerente de produto para mobilidade da G Data. “Como tal, esperamos que este número se mantenha em crescimento nos próximos meses”.

Internet das Coisas

Dispositivos inteligentes são propensos a ataques, não importa se são carros inteligentes, celulares, equipamentos de aquecimento ou roteadores. Os cibercriminosos vivem buscando deficiências de segurança para pode atacar os usuários através destes dispositivos. Em muitos casos, smartphones e tablets são usados para controlar outros dispositivos, incluindo os chamados M2M (machine-to-machine), por exemplo. Os analistas da G Data estimam que esses dispositivos móveis irão se tornar um importante vetor de ataque nos próximos anos.

O relatório completo – G DATA Moblile Malware report – pode ser visto (em inglês) através deste linK.

A G Data, fornecedora de soluções para segurança digital, é representada no Brasil pela FirstSecurity


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *