Eaton facilita comutação DC com novos interruptores Tecnologia

Eaton facilita comutação DC com novos interruptores


A Eaton apresentou uma nova gama de interruptores híbridos DILDC300/600, que são compactos e seguros e suportam cargas de 300 a 600 A até 1000 VDC.

Os interruptores convencionais requerem manutenção (substituição dos contactos) após aproximadamente 10 000 a 25 000 operações elétricas. Contudo, os novos interruptores DILDC da Eaton não necessitam de manutenção, proporcionando uma vida útil operativa de mais de 150 000 operações elétricas.

Para além de terem vidas úteis extremamente longas, os interruptores DILDC podem gerir 1000 V DC por polo e fluxo de corrente em ambas as direções (bidirecional/insensível à polaridade). Os interruptores, que podem ser controlados convencionalmente ou através de um controlador lógico programável (PLC), possuem um tamanho compacto reduzindo assim os requisitos de espaço para painéis que podem ser dispendiosos. Adicionalmente, os interruptores possuem uma bobine de amplo alcance que cobre as tensões operativas AC de 110 V a 250 V bem como tensões operativas DC de 110 V a 350 V.

“Tem existido um crescimento significativamente elevado na necessidade de uma comutação DC cómoda, eficaz e fiável,” afirmou Hans-Peter Postel, gestor de produto na Eaton, “mas os dispositivos tradicionais possuem limitações significativas. Todos eles têm uma vida útil relativamente curta e necessitam com frequência de ligações em ponte separadas. Os nossos novos interruptores DILDC300/600 foram especificamente desenvolvidos para ultrapassar estas limitações e para proporcionar um melhor controlo numa grande variedade de aplicações de comutação DC.”

Para alcançar o seu excelente desempenho e vida útil longa, os interruptores DILDC300/600 da Eaton utilizam a nova tecnologia de comutação híbrida. Possuem dois contactos mecânicos – um contacto de extinção e um contacto de isolamento – ligados em série. Adicionalmente, um IGBT (interruptor em estado sólido) está ligado em paralelo ao contacto de extinção. Quando é necessário que o interruptor quebre um circuito, a corrente é comutada para o IGBT com abertura do contacto de extinção. De seguida, o IGBT é desligado para interromper a corrente e finalmente, o contacto de isolamento abre para permitir o isolamento galvânico. Com esta disposição, em condições normais de funcionamento, nenhum dos contactos mecânicos tem que desligar a corrente de carga. Isto significa que o arco elétrico e a erosão do contacto são virtualmente eliminados.

Os interruptores híbridos DILDC300/600 da Eaton estão atualmente disponíveis em duas versões, com previsão de aumento da gama com novas introduções num futuro próximo. Ambas as versões são dispositivos de dois polos e ambas podem ser utilizadas em sistemas de até 1000 V DC. A frequência máxima operativa é de 100 operações por hora.

Para obter mais informações sobre a Eaton, visite www.eaton.eu


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *