NoPhone: um smartphone “placebo” para quem não vive sem um gadget à mão

Criado para preencher quaisquer “sensações de constrangimento causadas pela ausência de um smartphone de verdade”, o noPhone é, na verdade, uma sólida placa de plástico no mesmo formato dos mais populares dispositivos móveis sem muito mais utilidade que cumprir o efeito placebo.

Sob determinados aspectos, o produto parece ser um aparelho perfeito, visto que é à prova d’água e resistente à qualquer queda, nem nunca tem problemas de bateria. Ele também não faz ligações, nem pode ser utilizado para tirar fotos ou navegar na internet. Com isso, o maior risco que utilizador do noPohone pode correr é acabar mais engajado em atividades sociais “à moda antiga”, como conversar com as pessoas olhando no olhos e prestar atenção no ambiente à volta.

De acordo com declarações dos criadores do produto ao site Fast Company, a ideia começou como uma brincadeira, mas que acabou sendo um sucesso “esmagador”, com emails de interessados vindos do mundo inteiro. “Você terá sempre um retângulo de plástico frio e liso para agarrar. Nunca mais passe pelo incômodo de encostar pele em pele quando fechar a mão.”, diz o texto do site do noPhone. “

Abaixo, um elaborado vídeo de demonstração mostra como funciona o noPhone, o primeiro smartphone “placebo”. Veja!

Via Link Estadão

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.