Eaton alerta para a necessidade de implementação de soluções de proteção para minimizar riscos incêndios

Eaton alerta para a necessidade de implementação de soluções de proteção para minimizar riscos incêndios

A Eaton divulgou os um relatório recente da McKinsey onde aponta as grandes cidades como responsáveis por mais da metade da população mundial e que estima que em 2050 as cidades serão abrigo de outros 2,5 mil milhões de habitantes.

A população mundial não para de crescer e as grandes cidades continuam a atrair a maior parte da população do nosso planeta. No entanto, independentemente de seu nível de inovação, as cidades estão predispostas a um nível mais alto de ameaça frequentemente negligenciado: o fogo.

De acordo com outro estudo Austríaco, mais de 25% de todos os incêndios ocorridos na Europa a cada ano são causados por falhas elétricas.

Enquanto muitos acreditam que os disjuntores tradicionais, como aqueles comumente encontrados em residências, escritórios e fábricas, fornecem proteção total contra possíveis curtos-circuitos e riscos de sobrecorrente; isso não é necessariamente assim. A Eaton, líder em gestão de energia, lembra que a possibilidade de sofrer uma falha num equipamento de distribuição energética é maior do que pensamos. A simples manipulação de equipamentos elétricos, a sujidade ou o contacto com corpos estranhos, como ferramentas ou peças, pode ter um papel decisivo em causar um incêndio elétrico.

Segurança elétrica deve ser prioridade nas megacidades

Com 2050 em vista, a questão a ser colocada é saber como enfrentar o risco na segurança eléctrica em contexto de cidade de massas, sabendo que estas são cada vez mais a norma? Nesse contexto, a melhor defesa é um dispositivo de deteção de falhas (AFDD+). O AFDD+ é uma ferramenta que fornece proteção total graças à monitorização contínua do sistema, que também integra proteção contra fugas de corrente, curtos-circuitos e sobrecargas.

Pedro Martins, gestor de produto AFDD+, da Eaton Portugal, comenta: “É imperativo que utilizemos a tecnologia não apenas para facilitar o dia a dia nas megacidades do futuro, mas também para maximizar a segurança de cada indivíduo. Num mundo em que cada vez mais milhões de vidas convivem, as iniciativas de segurança e prevenção de incêndios devem ser tornadas uma prioridade, o mais rápido possível “.

Artigo anteriorPróximo artigo
é admirador de Steve Jobs e Elon Musk. Apaixonado por novas tecnologias, especialmente ligadas à secção de negócios empresariais e de Gadgets, acompanha de perto todas as novidade do mundo das TI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.