Está trabalhando de casa? Veja 3 dicas para manter a segurança

Está trabalhando de casa? Veja 3 dicas para manter a segurança

Segundo o OWL Labs, 52% dos funcionários trabalham em casa (WFH) pelo menos um dia por semana. Nos EUA, 4,7 milhões de funcionários agora trabalham em casa mais da metade do tempo, com a população trabalhando fora de casa crescendo 173% desde 2005.

Utilize um VPN gratuito

Muitas pessoas usam o Wi-Fi público em cafeterias, aeroportos etc. para permanecer conectado tanto profissionalmente quanto pessoalmente. No entanto, usando uma conexão Wi-Fi não segura, você pode criar um gateway fácil para os hackers acessarem suas informações e dados pessoais.

Certifique-se de usar uma rede virtual privada (VPN), que é extremamente importante para estabelecer uma conexão segura com arquivos de trabalho e fotos pessoais salvas na nuvem.

Saiba mais sobre a utilização de uma rede virtual privada (VPN) em nesse artigo. E se proteja contra possíveis ataques. 

Trabalhar em casa – uma nova realidade

É evidente que trabalhar em casa tornou-se uma nova realidade para muitos, à medida que mais e mais empresas incentivam e até solicitam que sua equipe trabalhe remotamente. 

De fato, eventos recentes aceleraram essa tendência de trabalhar em casa, ou processo de transformação da força de trabalho, com empresas restringindo as viagens de funcionários e muitas alocando mais recursos para permitir o trabalho virtual. 

Os principais players da tecnologia, como o Twitter e o LinkedIn, fizeram movimentos ainda maiores implementando políticas que exigem que todos os funcionários trabalhem em casa. Claramente, o trabalho em casa não é mais apenas uma iniciativa para aproveitar o talento global, mas também uma maneira de proteger os trabalhadores contra riscos.

Riscos de segurança aumentados

Embora trabalhar em casa ofereça benefícios aos funcionários, essa melhora nos dispositivos pessoais conectados às empresas pode realmente expor as organizações e os funcionários a riscos de segurança, como ataques de malware, roubo de identidade e ransomware. 

Com o mundo agora enfrentando essa nova realidade, a questão permanece: como os empregadores e funcionários podem se equipar com os recursos para trabalhar em casa com segurança, em período integral ou meio período?

Os empregadores devem além de educar seus funcionários sobre as melhores práticas de segurança digital, também fornecer a eles as ferramentas para combater ameaças on-line que podem resultar do trabalho remoto. 

Como muitos de nós confiamos em e-mails e na Web para trabalhar remotamente, precisamos estar cientes dos principais sinais que indicam uma ameaça. A partir daí, podemos identificar, sinalizar e denunciar qualquer coisa que pareça suspeita.

Deseja garantir que você trabalhe em casa de uma maneira segura? Aqui estão três dicas e ferramentas rápidas que você pode usar para proteger dados pessoais e corporativos:

1. Esteja ciente dos e-mails de phishing

Nesse momento há inúmeros hackers tentando tirar proveito dos medos das pessoas fingindo vender máscaras on-line para induzir as pessoas inocentes a revelar seus detalhes de cartão de crédito. Não abra anexos de e-mail ou clique em links que pareçam suspeitos.

2.  Altere regularmente senhas na nuvem com autenticação de dois fatores

A autenticação de dois fatores é uma maneira mais segura de acessar aplicativos de trabalho. Além de uma combinação de senha / nome de usuário, você será solicitado a verificar quem você é com um dispositivo que você e somente você possui, como um telefone celular. 

Simplificando: ele usa dois fatores para confirmar uma identidade. Por fim, obter acesso a algo supostamente confidencial não é tão difícil para hackers hoje em dia. No entanto, uma segunda forma de identificação faz com que os hackers sejam limitados no que podem fazer.

3. Use senhas fortes e exclusivas

Se um hacker obtiver acesso a uma de suas contas, use senhas complexas para cada uma delas e nunca reutilize suas credenciais em diferentes plataformas. Também é uma boa ideia atualizar suas senhas de forma consistente para proteger ainda mais seus dados.

Você também pode usar um gerenciador de senhas ou uma solução de segurança que inclua um gerenciador de senhas para acompanhar todas as suas senhas exclusivas.

Certifique-se de continuar atualizando suas soluções de segurança em todos os dispositivos. Isso ajudará a proteger os dispositivos contra malware, ataques de phishing e outras ameaças, além de identificar sites maliciosos durante a navegação.

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.