MAITE RAMOS ASSUME A DIREÇÃO GERAL DA DYNABOOK IBERIA

Maite Ramos, directora general de Dynabook Iberia

Maite Ramos assumiu a direção geral da Dynabook (anteriormente Toshiba) em Portugal e Espanha, substituindo no cargo Emilio Dumas, que depois de 19 anos na Toshiba decidiu iniciar uma nova trajetória profissional. 

Neste sentido, e segundo Damian Jaume, presidente da Dynabook Europa, “agradecemos ao Emilio todos estes anos de serviço à companhia e desejamos-lhe o melhor para o seu futuro. Dumas –prossegue Jaume–­ deixa um grande legado a Maite, que tem a experiência e a perícia necessárias para elevar o negócio ao patamar seguinte”. 

Anteriormente a esta nomeação, Ramos ocupava o cargo de diretora de canal profissional na Dynabook, responsabilidade que assumiu em fevereiro deste ano. Licenciada em Ciências Económicas pela Universidade de Valladolid e mestrado em gestão de empresas pela IESE Business School, a nova diretora geral da Dynabook Iberia tem uma vasta experiência em planificação estratégica nos mercados profissional e de consumo, e liderou diversos projetos nos mercados de retalho, e-commerce e canais de distribuição ao longo da sua carreira profissional.

Antes da sua incorporação na Dynabook, Maite Ramos teve a responsabilidade de implementar a divisão de consumo da Lenovo para a Península Ibérica, trabalho que desenvolveu com um êxito notável. Na mesma empresa, Ramos também foi nomeada como diretora geral de produto para o mercado ibérico. Posteriormente passou pela HP como diretora de Marketing.

Maite Ramos integrou a Dynabook em fevereiro deste ano, e agora como nova diretora geral para o mercado Ibérico, definiu como objetivo consolidar e fazer crescer o negócio baseando-se na alta qualidade e vanguarda tecnológica dos seus produtos e soluções, bem como na excelente qualidade do serviço de suporte da Dynabook. A empresa continuará focada no mercado das grandes contas e nos sectores da educação, administração pública, distribuição e logística. 

Por último, Maite Ramos alerta para o suporte que a Sharp, que adquiriu a divisão de computadores portáteis da Toshiba em 2018 e pertence ao grupo empresarial Foxconn, um dos maiores do mundo no setor das tecnologias de informação, pode dar à estratégia futura da Dynabook, ao permitir aceder aos recursos, capacidade de investimento e a tecnologias de vanguarda necessárias para definir novos serviços e produtos capazes de liderar qualquer exigência actual e futura do mercado. 

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
Nilton é um entusiasta das novas tendências tecnológicas e do impacto que estas têm nas organizações e no nosso dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.