Tumblr pode rejeitar oferta bilionária da Yahoo!

O Tumblr vê a oferta de aquisição por parte da Yahoo! por 1,1 bilhões (1,1 mil milhões) de dólares como apenas uma “primeira oferta” e deverá rejeitá-la por considerar o valor muito baixo.

De acordo com fontes internas citadas pelo TechCrunch, a Yahooo! terá de “aumentar significativamente” a oferta para ela poder ser considerada pelo Tumblr. A start up americana está aberta a ser comprada por um gigante da internet, tanto mais que tem problemas de dinheiro, mas considera que o seu valor é muito maior do que o agora colocado em cima da mesa pela Yahoo!.




O Tumblr disse já os seus colaboradores ter apenas dinheiro “para operar durante mais alguns meses” e nos últimos meses têm surgido informações de que várias empresas poderiam estar interessadas na aquisição do Tumblr. A própria star up fez saber discretamente que estaria aberta a uma eventual compra.

Contudo, a Yahoo! é a primeira a sentar-se e a pôr uma oferta em cima da mesa. De acordo com as notícias surgidas esta semana, o gigante estaria disposto a pagar 1,1 bilhões (1,1 mil milhões) de dólares em dinheiro. Apesar dos números astronómicos, a oferta parece não ter impressionado os responsáveis da Tumblr que têm como ponto de referência a compra da Instagram pela Facebook, por um preço que se supõe ter sido de 1 bilhão (mil milhões) de dólares, mas em dinheiro e ações. E a Instagram é muito mais pequena e nova do que o Tumblr e esse é o argumento dos responsáveis da Tumblr.

Apesar de esperar um impressionante aumento de receitas para este ano, com um total de 100 milhões de dólares, os proveitos ainda são insuficientes para fazer face às despesas, pelo que a injeção de dinheiro por parte de um gigante da internet é crucial para a continuação da atividade do Tumblr. Resta saber se esse dinheiro será o da Yahoo!.

Fonte: TechCrunch

Artigo anteriorPróximo artigo
Jorge Montez
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Alfredo Beleza. Jornalista freelance, colaborou com conteúdos multimédia para alguns dos principais mídia portugueses. Foi redator, repórter e editor de jornais nacionais. É licenciado em Ciências da Comunicação. | Google +

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.