Americana twitta morte do marido sem saber

Americana twitta morte do marido sem saber

Uma mulher americana, que habitualmente monitoriza as comunicações da polícia de trânsito, anunciou ao vivo a morte do seu marido na rede social Twitter.

Caran Johnson, residente no estado de Washington, estava a acompanhar as comunicações da polícia quando ouviu o relato de um grave acidente rodoviário. Resolveu, então, começar a twittar, partilhando essa informação com os membros da comunidade e dizendo que estava horrorizada com a fatalidade.

Este acidente parece horrível”, disse ela num twett às 14:01, sob o nome @ ScanCouver.

Continuando a acompanhar as comunicações, ficou a saber que o acidente tinha tido uma vítima fatal e que ocorreu na Interestadual 205, estrada que o seu marido percorria habitualmente. A partir desse momento começou a ficar preocupada e tentou, sem sucesso, entrar em contato via telefone com o seu marido.

Às 14:17 , Caran Johnson, postou a seguinte mensagem:

“Estou tentando não entrar em pânico, mas meu marido saiu mais cedo do trabalho e ele utiliza a 205 para chegar a casa. Ele não atende o telefone.”

O acidente tinha sido relatado no Twitter pelo patrulheiro William Finn, porta-voz da polícia de trânsito de Washington, sob o nome  @ wspd5pio

O patrulheiro tinha informado, via Twitter, que um veículo tinha ultrapassado o separador central da Interestadual 205 e batido de frente com uma pickup. O carro em questão era um Hyundai Elantra e o condutor estava morto.

Desesperada para saber se o seu marido estava envolvido no acidente, Caran Johnson entrou em contato com Finn tentando obter mais informações (como já fazia habitualmente ao tentar reunir informações sobre acidentes de trânsito).

“@ wspd5pio você tem descrições de veículos envolvidos?”, perguntou Johnson

William Finn mentiu e respondeu que ainda não tinha essa informação e a partir daí resolveu parar de twitar sobre o acidente, uma vez que achou que o Twitter não seria a melhor forma para informar o falecimento do marido.

Caran Johnson foi informada da morte do marido por agentes da polícia que se deslocaram a sua casa.

Com os seus receios confirmados a última mensagem de Johnson foi a seguinte:

“É ele. Ele morreu”

Fonte: CNN

Artigo anteriorPróximo artigo
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.