Fever conquista os lisboetas em apenas 3 meses

Fever conquista os lisboetas em apenas 3 meses

A Fever, startup de entretenimento e experiências que trabalha com base em dados de utilização da app e preferências dos utilizadores, superou as expectativas do grupo com a sua entrada em Lisboa nestes primeiros três meses. Neste momento, já impacta semanalmente mais de 1,2 milhões de pessoas na Grande Lisboa, metade da população residente nesta área (censos de 2013) e superou cidades como Nova Iorque em 1400% no que diz respeito a volumes de faturação, quando comparado com o mesmo período de tempo.




“Desde o momento em que começámos a disponibilizar na Fever experiências na cidade de Lisboa que o interesse e a adesão das pessoas foi notório. Percebemos que tanto os locais como turistas e visitantes de Lisboa que utilizam a Fever em outras cidades, compreenderam os benefícios de utilizar a app que lhes proporciona sugestões de experiências e entretenimento baseadas nos seus interesses reais. Agora queremos dar o próximo passo e criar eventos altamente impactantes com marcas de relevo”, explica Gil Belford, General Manager da Fever em Portugal.

Em Lisboa, a startup tecnológica de eventos está neste momento a entrar na área da comunicação, ativação e patrocínio de eventos, para criar conteúdos e eventos ímpares, à semelhança do que já acontece noutros mercados onde a plataforma está presente. Em Nova Iorque, a empresa criou um evento inspirado no Alice no País das Maravilhas, chamado ‘MadHatter Bus’, que incluía uma degustação de gins Tanqueray, num autocarro de dois andares em Brooklyn, que esgotou em apenas alguns dias e que tinha mais de 12.000 pessoas em lista de espera antes do evento ser lançado. Corona, Adidas, Chivas, Uber, Schweppes e Starbucks são apenas alguns exemplos de outras marcas que também já organizaram experiências e campanhas únicas com a Fever.

Os Fever ORIGINALS, eventos criados pela própria Fever com base nos interesses dos utilizadores locais, contaram também com uma elevada adesão em Lisboa, com todas as edições dos ‘Acústicos Fever’ – concertos acústicos com artistas nacionais emergentes, a esgotar poucos dias depois do início da venda de bilhetes. A Fever realizou também o primeiro speed dating gay no nosso país, entre vários outros eventos.

A empresa continua a expandir-se em Portugal e conta atualmente com uma equipa de 11 colaboradores, e a recrutar engenheiros para a área de tecnologia.



Veja também:

Pocahontas: Grande espetáculo de Natal nos cinemas NOS, do Porto

Artigo anteriorPróximo artigo
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.