Conselhos Adecco para trabalho em isolamento

trabalho em isolamento

No atual panorama do mundo do trabalho, em que o distanciamento social é evidente, a Adecco recomenda que se tire algumas mais-valias da experiência de alguns profissionais acostumados a trabalhar em ambientes extremos e isolados, como os atronautas, por exemplo.

Enquanto a China retoma os negócios e alguns países da Europa ainda passam pelo esperado fim do seu confinamento, para as pessoas em muitas partes do mundo a pandemia de COVID-19 significou semanas de isolamento que ainda não têm data de fim. Como é possível lidar com o trabalho remoto e viver confinados, muitas vezes a lidar simultaneamente com outras responsabilidades?

Algumas respostas podem vir de pessoas com experiência de trabalho em ambientes extremos, longe da família e amigos e em condições difíceis. Astronautas, marinheiros a viverem em submarinos durante meses e exploradores polares estão entre aqueles que passam longos períodos a trabalhar isolados. Aqui estão cinco coisas que podemos aprender com eles.

1. Considere as personalidades
É preciso uma personalidade específica para querer passar meses no espaço. Durante a pandemia, no entanto, ninguém tem escolha, e alguns tipos de personalidade têm mais sucesso que outros. Os psicólogos Nick Haslam e Luke Smillie observam que pessoas mais conscientes ou mais agradáveis provavelmente terão melhores resultados, por exemplo. Por outro lado, é provável que os extrovertidos tenham dificuldades e as pessoas com uma tendência para atitudes neuróticas corram maior risco de problemas de saúde mental durante o isolamento. As empresas precisam estar cientes das diferentes personalidades que compõem as suas equipas e adaptar as opções de suporte de acordo com as mesmas.

2. Esteja ciente das competências
Astronautas, marinheiros e trabalhadores similares passam por um treino profundo e preparação para o stress que poderão sofrer. A astronauta Anne McClain diz que a NASA passou décadas a sintetizar isto em comportamentos expedicionários. A pandemia não nos deu tempo para treinar para o isolamento, o que torna mais difícil o ajuste, mas não impossível. Considere as competências que os seus colaboradores já possuem e como elas podem ser implementadas. Talvez aqueles com capacidades de liderança, mesmo que ainda não tenham uma função de gestão, possam ser solicitados a treinar outras pessoas? Os gestores de tempo natural podem ser encarregues de manter a equipa dentro do cronograma e assim por diante.

3. Estabeleça uma rotina
Sem partes fixas do dia, como uma viagem, as horas podem começar a ficar confusas e isso pode dificultar a produtividade. Como exemplo a vida num submarino, no mar, é ditada por mudanças e rotinas. O dia e a noite ficam imiscuídos. Para os astronautas acontece o mesmo. Por isso a manutenção de um plano ajudará a si e à sua família adaptarem-se a um ambiente de trabalho e vida familiar diferentes. E não se esqueça de incluir na sua agenda uma hora de dormir consistente.

4. Lembrar o autocuidado
Nos dias em que ficamos em casa, como faríamos se estivéssemos doentes, ou como se fosse um fim-de-semana de chuva, há um sentimento diferente. Mas se acordarmos, fizermos exercício físico, tomarmos banho, vestirmos roupas limpas, estaremos prontos para aparecer na frente dos nossos computadores e passar um bom dia de trabalho. A astronauta Anne McClain concorda, enfatizando que gerir o tempo, dormir bem e cuidar da higiene são tarefas importantes para estar no seu melhor. As empresas devem considerar a melhor forma de apoiar o bem-estar dos seus funcionários.

5. Ter um propósito
Os exploradores polares há muito que sabem que o tédio é um inimigo perigoso. Eles ocupam-se com música, livros e jogos – e muitos trabalhadores hoje estão sem dúvida a relaxar da mesma maneira, quando não estão enterrados na Netflix, é claro. O trabalho é equivalente ao combate ao tédio e é um objetivo ou propósito. Pode ser encontrado para ajudar a garantir que os negócios continuem a bom ritmo, que os clientes estejam felizes e os colegas satisfeitos. Mas também pode ser encontrado no próprio ato de quarentena, porque ajudam a salvar vidas. E se os seus colaboradores estão em casa sem poder trabalhar, estabeleça metas e objetivos com base em formações online, webinars ou livros que possam enriquecer as suas competências. Dê-lhes a formação necessária para que eles possam voltar ao trabalho mais enriquecidos.

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é admirador de Steve Jobs e Elon Musk. Apaixonado por novas tecnologias, especialmente ligadas à secção de negócios empresariais e de Gadgets, acompanha de perto todas as novidade do mundo das TI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.