Negócios, Notícias, Segurança, Sistemas Operativos, Software, Tecnologia

Microsoft apela aos seus clientes com o Windows XP que actualizem


Com apenas um ano de distância até ao final do suporte do Windows XP, a Microsoft não se está a poupar em esforços para incentivar todos os seus clientes que ainda estão a utilizar este sistema operacional, para actualizarem para o Windows 7 ou 8. Apesar do apelo, a Microsoft parece ter em mãos um cenário não favorável para convencer os seus usuários a se afastarem do seu legado. Conheça os principais desafios para a mudança.

Foi em 2001 que o Windows XP foi lançado, e rapidamente se tornou o sistema operacional mais popular de sempre da Microsoft. Não existe nenhuma dúvida de que o Windows XP foi um sistema operacional excelente para atender às necessidades dos clientes há mais de uma década atrás. Mas segundo a Microsoft, os tempos mudaram.

Num claro apelo aos seus clientes empresariais, o gigante de Redmond refere que os negócios actuais têm uma maior preocupação em proteger os seus dados, assegurando propriedades essenciais como segurança, conformidade, e gestão adequada. A Microsoft refere que quem usa o Windows XP arrisca-se a que a segurança dos seus dados fique comprometida, quando a partir de 8 de Abril de 2014 o sistema deixar de ser suportado.

Os clientes individuais e parceiros da Microsoft que escolham continuar a usar o Windows XP, vão fazê-lo por sua conta e risco. Isto significa que, a Microsoft a partir desta data vai deixar de lançar actualizações de segurança e deixar de fornecer suporte técnico para o sistema operacional com mais de uma década de existência.

Por estas razões e como não poderia deixar de ser a Microsoft sugere que os usuários do Windows XP actualizem para o Windows 8 ou Windows 7 de modo a assegurarem a segurança dos seus dados e trazer às suas infraestruturas de TI algumas das mais recentes tecnologias presentes nos dois últimos sistemas operativos da Microsoft.

De modo a incentivar os seus usuários do Windows XP mais adversos à mudança, a Microsoft aproveitou para lembrar que podem usufruir de um desconte especial de actualização para o Windows 8:

“Se tem um negócio de pequena ou média dimensão dependente de computadores com o Windows XP Professional, poderá actualizar para o Windows 8 Pro e Office Standard 2013 e beneficiar de um desconto de 15% válido até 30 de Junho através da iniciativa “Get Modern”. Esta oferta está apenas disponível para uma migração de até um máximo de 249 licenças para as versões do Windows 8 Pro e Office 2013 Standard Edition.”

img_ microsoft_apela_upgrade_windowsxp_02

Mas existem razões e obstáculos para a adopção de uma versão mais moderna do Windows?

Os usuários do Windows XP não parecem muito ansiosos para o abandonar devido ao que muitos analistas acreditam seja o arranque decepcionante do Windows 8. Mas está equivocado se acha que esta é a única razão por trás dessa falta de interesse nas novas plataformas da Microsoft.

A recessão económica que está a afectar pelo menos os Estados Unidos da América e os países da União Europeia também é um factor decisivo. Por essa razão muitas empresas não estão dispostas a investir na mudança para um sistema operacional mais recente, porque o sistema operacional que estão usando actualmente serve os seus propósitos. Contudo, a principal razão como é natural são os custos financeiros, pelo menos é a opinião de Adrian Foxall CEO da Camwood que foi citado pela Financial Times:

“Nestes tempos económicos difíceis, não é de surpreender que a maioria dos responsáveis por um ou mais negócios não queiram investir uma quantia substancial de dinheiro em algo que, essencialmente, está a funcionar correctamente, como é o caso do Windows XP”

Um relatório divulgado pela empresa de consultoria da empresa britânica Camwood indica que apenas 42 por cento das empresas britânicas começaram a migração para o software mais recente da Microsoft, e apenas metade das empresas britânicas refere que o processo pode ser concluído até Abril de 2014.

No mesmo estudo, 16 por cento dos administradores de TI admitiram que a falta de um orçamento para instalar uma nova versão do Windows atrasa a sua transição para um sistema operacional mais moderna. A Microsoft tem pleno conhecimento das dificuldades económicas dos seus parceiros e é por essa razão que apostou num preço de lançamento do Windows 8 bastante mais realista. Além disso os 15% de desconto para os pequenos ou médios negócios migrarem para o Windows 8 parece ser a sua estratégia para “seduzir” os seus mais antigos clientes.

Mas não se revela uma tarefa fácil derivado à quota de mercado ainda significativa do Windows XP. De acordo com números fornecidos pela Net Applications, o Windows XP está instalado em mais de 38 por cento dos computadores em todo o mundo, apesar do o Windows 7 já liderar o mercado com quase 45 por cento.

O Windows 8, por outro lado, a mais recente aposta da Microsoft no mercado de sistemas operacionais, continua a desapontar com uma quota de mercado que pouco acima dos 3 por cento até Março deste ano. Cabe-nos abrir o debate aos nossos leitores e deixar esta pergunta.

Será que a Microsoft está a ser vítima do seu maior rival – o seu legado?

Fonte: Windows Blogue


1 comentário em Microsoft apela aos seus clientes com o Windows XP que actualizem

  1. As pessoas ainda não se conscientizaram mesmo. o W8 é mais rápido, mais prático e não precisa de antivírus. A Micrososft vai proteger quem migrar para o W8. Mudei e não me arrependi.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *