girls in ict day Press Release

Girls in ICT: Ericsson celebra dia com visita a escola


A Ericsson celebra o Dia Internacional das Jovens Mulheres nas Tecnologias de Informação e Comunicação – Girls in ICT –  com uma visita à Escola Secundária Luís de Freitas Branco, em Paço de Arcos, onde três mulheres de vários setores da empresa vão partilhar as suas experiências com os mais novos.

Para a Ericsson tem sido uma prioridade crescente incentivar as mulheres a considerar uma carreira nas TIC e demonstrar as potencialidades do setor tecnológico, promovendo a igualdade de género no setor. Como parte do seu programa de Diversidade e Inclusão, a Ericsson estabeleceu o objectivo de em 2020, as mulheres constituírem cerca de 30 por cento da sua força de trabalho global.

A participação da Ericsson em ações no âmbito do tema Girls in ICT, para além valorizar o papel da mulher no desenvolvimento da sua visão da Sociedade em Rede, promove a partilha de testemunhos e de experiências no mundo tecnológico. À semelhança dos anos passados, esta é uma aposta que se repete e que renova a parceria entre a Ericsson e agrupamentos de escolas da localidade de Oeiras, chegando agora à Escola Secundária Luís de Freitas Branco, em Paço de Arcos.

A presença das colaboradoras Chiara Bedini, Leila Monteiro e Rute Diniz, três mulheres da área das TIC conquistadas pelo desejo de trabalhar neste setor, vão representar a Ericsson e partilhar com as jovens estudantes as suas experiências e os desafios de trabalhar com as tecnologias.

Para Rute Diniz, Gestora de Recursos Humanos da Ericsson em Portugal, “é importante incentivar e instruir as mulheres, principalmente as mais jovens ou em início de carreira, não só para as potencialidades do setor da tecnologia e de carreiras de topo, como para maior igualdade de oportunidades entre homens e mulheres. Para a Ericsson este é um compromisso prioritário e uma aposta para o futuro”.

Esta iniciativa, no âmbito da comemoração do Girls in ICT 2016, representa o compromisso da Ericsson para que a nova geração de mulheres possa ficar inspirada pelo mundo da tecnologia, criando um ambiente global que as encoraje a considerar carreiras nas Tecnologias de Informação e Comunicação e, eventualmente, na Ericsson.