A10 Networks acrescenta proteção DDoS aos produtos Carrier Grade Networking

A10 Networks acrescenta proteção DDoS




A A10 Networks  anunciou a inclusão de funcionalidades de proteção DDoS (distributed denial of service) integradas na sua popular e amplamente reconhecida linha de produtos Thunder CGN (Carrier Grade Networking) que oferecem extensões de endereços IPv4 e capacidades de migração IPv6.

A adição da funcionalidade integrada de proteção contra ataques DDoS na linha de produtos Thunder CGN oferece aos operadores e fornecedores de serviço um caminho para prevenir ataques DDoS, garantindo que a sua infraestrutura de rede continue a gerar receitas.

À medida que o panorama de segurança evoluiu, os ataques DDoS também cresceram de forma significativa nos últimos anos, quer seja em frequência e volume, quer em sofisticação. Os ataques pode ser provenientes de dentro ou de fora da rede de utilizadores da empresa. Devido à natureza de alto rendimento destes ataques, o mercado necessita de appliances capazes de realizar tarefas de detecção e mitigação em hardware de uma forma rápida para prevenir adequadamente que a infraestrutura do centro de dados seja atacada.

A10 Networks acrescenta proteção DDoS

Os produtos Thunder CGN, da A10, oferecem agora proteção DDoS especializada para a infraestrutura de rede que oferece serviços frontais para o público, como sites, DNS e serviços de messaging, o que limita a exposição a ataques DDoS sofisticados e dispendiosos que reduzem os serviços online e expõem toda a rede a vulnerabilidades adicionais.

Os produtos Thunder CGN funcionam em alto rendimento, o que lhes permite evitar importantes ataques volumétricos e multi-vector, protegendo os pools de endereços NAT IPv4 e IPv6 (traduções de endereços de rede), resguardando-os face a grandes ataques provenientes de fontes externas, e evitando que recursos internos comprometidos ou “zombies” possam atacar utilizadores de fora da rede.

As novas capacidades Integradas do Thunder CGN para fazer frente a ataques DDoS são potenciadas pela nova família de appliances Thunder SPE, também apresentada recentemente. Os equipamentos Thunder SPE utilizam o novo e inovador Motor de Segurança e Política (SPE) da A10 para implementar funções de segurança e de aplicação de políticas a uma maior velocidade, aproveitando o poder de componentes de hardware adicionais e melhorados que permitem um aumento do rendimento de até 40% face aos appliances Thunder tradicionais.

“Os DDoS converteram-se rapidamente numa ameaça considerável e crescente para todos os clientes, sendo particularmente preocupante para os grandes fornecedores de serviços, empresas e gigantes web, cujo negócio depende totalmente, ou em grande parte, da rede e da disponibilidade das aplicações”, afirma Jason Matlof, Vice-presidente de Marketing da A10 Networks. “Ao acrescentar funcionalidades de mitigação DDoS na gateway NAT, num lugar crítico da rede, a A10 oferece aos clientes outra layer importante de segurança e proteção do tempo de atividade”, continuou o mesmo responsável.

 

Preço e disponibilidade
A capacidade de DDoS nos produtos Thunder CGN está disponível sem valor adicional como parte do acordo de licença “Tudo Incluído” do ACOS (Advanced Core Operating System), versão 2.8.2.

A A10 Networks (NYSE: ATEN), líder em tecnologia de Networking de Aplicações, é representada em Portugal pelo Grupo Exclusive Networks, SuperVAD especializado em soluções de segurança informática, comunicações e mobilidade empresarial

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.