microsoft encanta Tecnologia

Microsoft encanta quase tanto como a Apple, diz estudo


Deve haver muitos “dá aí mais cinco” na sede da Microsoft. Pela primeira vez, a empresa fundada por Bill Gates encanta os consumidores e está mesmo perto da Apple. Um estudo agora publicado que analisa os sentimentos dos consumidores em relação a várias marcas revela a surpresa. Os consumidores estão encantados com a Microsoft e só mesmo a marca da maçã consegue um resultado melhor.

A Microsoft nunca foi propriamente uma marca popular, mas isso pode estar a mudar. Um estudo publicado pela Argus Insights analisou o feedback de 900.000 consumidores aos produtos das principais marcas e chegou à conclusão que o que era verdade ontem já não o é hoje: os produtos da Microsoft estão a encantar os consumidores e isso não é à custa do software produzido pela marca, mesmo que o Windows 10 esteja a ter reacções muito positivas.

O que está a encantar os consumidores são os dispositivos em que a Microsoft tem apostado, nomeadamente a grande novidade que foi o lançamento do Surface Book, um laptop híbrido que poderá pôr fim ao domínio do MacBook Pro, e os tablets da gama Surface Pro. Mas não só. Também o mercado dos smartphones tem dado frutos e a aposta arrojada na compra da Nokia e no desenvolvimento de terminais com a marca Microsoft provou ser ganhadora, com a gama Lumia, ela também, a encantar os consumidores.

Este momento está a ser aproveitado pela Microsoft, que apesar de afirmar ser a Cloud o seu foco principal, aposta em criar novas experiências de relacionamento com os consumidores, tendo ainda ontem aberto a sua primeira loja-bandeira no mundo. E logo em Nova Iorque, na selecta Quinta Avenida.

O estudo intitulado “A Batalha das Marcas 2015” mostra, por outro lado, que a Google não consegue criar empatia com os consumidores, apesar de hoje em dia ninguém passar sem os seus produtos. Todos pesquisamos com o motor de busca da Google e a maioria de nós utiliza o Android, mas a verdade é que a empresa que agora se chama Alphabet parece não nos encantar.

Aos 17 anos, a Google poderá está num processo idêntico ao que levou a Microsoft a ser durante tantos anos uma empresa pouco querida dos consumidores. Falta-lhe um produto-bandeira que cause uma reacção de empatia nos consumidores.

“Ao contrário do Google e Amazon, que oferecem ofertas de hardware de baixo custo destinadas a atrair mais consumidores para visitar os seus jardins com mais frequência, a Microsoft concentrou-se em criar novas experiências desenvolvidas a partir de sólido hardware que estão a encantar os consumidores”, relatam os autores do estudo. “A Samsung, sem jogar forte no conteúdo, está apenas a alugar espaço nos jardins de outras marcas”.

A marca coreana continua a produzir produtos de topo, como o smartwatch Gear S2, mas longe vão os tempos – ainda recentemente – em que cada novo produto da marca sul coreana trazia consigo um bruá nas redes sociais.

E a mudança de atitude dos consumidores perante a Microsoft faz-se sentir das formas mais diversas. Há dias, perguntámos aqui no TecheNet qual era o  sistema operativo móvel preferido, dando a hipótese aos nossos utilizadores de escolher entre o iOS, o Windows 10 e o Android. Pois bem, 65 por cento dos que participaram na amostra afirmam preferir o Windows 10, enquanto que o Android recebe 25 por cento dos votos. Curiosamente, o iOS9 é o sistema mobile de que os nossos usuários menos gostam, recolhendo apenas 10 por cento dos votos, e isto apesar de ter sido um êxito retumbante no universo Apple.

Fonte: CNET

 


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *