Elimine as toolbars maliciosas para sempre




Já lhe aconteceu alguma vez abrir o browser da Internet e, em vez da usual página de início, encontrar um motor de busca que nunca antes tinha visto? E, depois disso, apercebe-se que o ícone do seu motor de busca habitual no desktop foi substituído por outro que pertence à mesma nova página de início? Isto é sinal que já sofreu os inconvenientes causados pelas barras de pesquisa suspeitas ou toolbars maliciosas, um malware muito complexo, frequentemente relacionado com o download de software gratuito e que foi concebido para que terceiros obtenham benefícios económicos de forma ilícita ‘sequestrando’ os computadores das vítimas.

De acordo com os analistas de segurança da Kaspersky Lab, este fenómeno é conhecido pelo nome de BitGuard, uma família de programas que inclui diferentes barras de pesquisa como MixiDJ, Delta Search, SearchQU, Iminent e Rubar, entre outras.

Esta intrusão não desejada no equipamento e no browser pré-definido acontece quando se está a descarregar um programa (como software de música ou ficheiros de vídeo) e, ao mesmo tempo, se faz o download de outros drivers e instaladores de um programa afiliado. O processo de instalação obriga a aceitar também a barra de pesquisa, quer o utilizador dê o seu consentimento ou não. A partir deste momento, o browser fica “preso” às funcionalidades da nova barra de pesquisa e da nova página de início, que redirecciona para a página de resultados do motor de busca. É neste ponto que os ciber-invasores da toolbar ganham dinheiro sem que o utilizador tenha dado a sua permissão: os anunciantes pagam a estes motores de busca para que as suas páginas se posicionem nos primeiros resultados das pesquisas, que são normalmente os mais visitados pelos utilizadores.

Primeiro passo: proteger o computador

Para evitar que as toolbars maliciosas se instalem no browser é mais do que recomendável instalar um antivírus robusto que avise para os riscos de instalar um determinado programa. É importante ter em conta que são muitos os antivírus gratuitos que instalam as suas próprias barras de ferramentas, sendo essa mais uma razão para nunca optar por uma solução de segurança que não seja paga.

Se o equipamento já está infectado, o utilizador terá que aplicar-se a fundo e ter uma dose de paciência para desinstalar as indesejadas barras de ferramentas do seu computador. Para tentar desinstalar estes programas, deve começar por clicar no botão ‘Iniciar’ e aceder ao ‘Painel de Controlo’. Depois, entra em ‘Desinstalar um programa’ e finalmente elimina o programa malicioso. Convém também desinstalar a barra de pesquisa directamente do browser, pressionando o botão ‘Menu principal’ que existe no canto superior esquerdo de cada página, ou clicar no separador ‘Ferramentas’ da barra de ‘Menu’, entrar em ‘Suplementos’ e eliminar o programa não desejado.

No entanto, estas medidas não serão suficientes para eliminar algumas barras de ferramentas. Neste caso, será necessário procurar instruções na Internet, mas tendo sempre em mente que se deve manter longe dos websites que requerem a instalação de um software adicional antes de eliminar a barra de ferramentas, já que, embora possa parecer a solução mais rápida e simples, muitos programas deste tipo são na realidade software malicioso ou de spam.

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

3 Comentários

  1. odeio o internet explore por isso, odeio esses toolbars, la sempre instala sem eu querer, agora eu uso dois navegadores, o chrome e o psae internet, mas explore, desisto

  2. Odeio quando acontece isso, de acabar instalando um monte de coisa sem saber daonde veio mas nada como ter um bom anti vírus instalado e usar um navegador seguro como os da Psafe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.