Garmin com recorde no primeiro trimestre de 2018

garmin
Garmin somou 711 milhões de dólares em receitas nos primeiros três meses deste ano, registando um crescimento de 11% face ao período homólogo do ano passado. O crescimento conjunto das áreas de outdoor, fitness, marítima e aviação foi de 18%, comparativamente ao mesmo trimestre de 2017, sendo a de outdoor a que mais cresceu face a 2017.
segmento de Outdoor foi o que mais cresceu durante o trimestre em análise, mais especificamente 24%, com uma faturação de 144 milhões de dolares, graças ao contributo significativo dos equipamentos wearable da linha aventura – fēnix®, o produto tactix® Charlie e o novo relógio de mergulho Descent™ MK1. A margem bruta melhorou para os 65% e a margem operacional manteve-se forte nos 30%, o que resultou num crescimento do lucro operacional de 27%.

De acordo com declarações de Salvador Alcover, Diretor Geral da Garmin Ibéria, “seguimos na estratégia de aproveitar ao máximo as oportunidades na área dos wearables e em outras categorias do segmento do outdoor, para responder com inovação e produtos avançados e assim continuar a potenciar os nossos resultados, como tem acontecido, com sucesso, até ao momento.”

No primeiro trimestre de 2018, também o segmento de Fitness registou um aumento das receitas de 20% e uma faturação de 166 milhões de dólares, promovido pelos produtos wearable mais avançados. As margens bruta e operacional aumentaram para 58% e 20%, o que resultou num igual aumento do lucro operacional de 81%. Nestes primeiros meses iniciámos a comercialização do nosso primeiro relógio GPS de corrida com música integrada e suporte para pagamentos contactless graças ao Garmin Pay – o Forerunner® 645 e 645 Music

segmento de Aviação registou um sólido aumento das receitas de 19% e uma faturação de 145 milhões de dólares no trimestre. As margens bruta e operacional mantiveram-se fortes nos 75% e 33%, respetivamente, o que resultou num aumento do lucro operacional de 25%. Já no segmento Marítimo as receitas cresceram 9% no trimestre em análise com uma faturação de 113 milhões de dólares, graças à recente aquisição da Navionics®. A margem bruta melhorou para os 59%, mas a margem operacional caiu para 12%. A Garmin continua focada na inovação e na conquista de quota de mercado no segmento da pesca junto à costa.

segmento Automóvel foi o único que registou um decréscimo de receitas de 12% no primeiro trimestre de 2018 devido à contínua contração do mercado PND, compensada em parte pelo crescimento em categorias de nicho. As margens bruta e operacional foram de 43% e 2%, respetivamente. A Garmin está já a seguir a sua estratégia de negócio centrada na execução disciplinada de forma a, por um lado, garantir ao mercado a inovação desejada, por outro lado, otimizar a rentabilidade neste segmento.

A Garmin mantém a sua aposta na área de I&D por forma a manter o seu crescimento sustentado suportado pela introdução de produtos inovadores no mercado e adaptados às necesidades de todos os utilizadores para cada um dos segmentos em que opera.

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é admirador de Steve Jobs e Elon Musk. Apaixonado por novas tecnologias, especialmente ligadas à secção de negócios empresariais e de Gadgets, acompanha de perto todas as novidade do mundo das TI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.