It – A Coisa: Terror Adolescente Que Não Trata o Público Como Palhaço

It - A Coisa: Terror Adolescente Que Não Trata o Público Como Palhaço

Dia das crianças se aproxima e os palhaços invadem as telas. Além de “Bingo”, que aborda os percalços de um dos intérpretes do palhaço Bozo, temos o aterrorizante e letal palhaço Pennywise, que mata, com requintes cruéis, na nova adaptação da obra de Stephen King, intitulada It – A Coisa.

O filme é extremamente bem ambientado nos anos 1980, numa pequena cidade americana de classe média, Derry, no Maine. Sete crianças enfrentam seus medos e unem-se contra a “Coisa”, um palhaço que atrai suas vítimas com um sorriso enigmático, olhar maligno e balões vermelhos.

Em certa cena, o palhaço Pennywise pergunta: “Não sou real o bastante pra você?” A partir de então, transfigura-se no medo particular de cada criança, revelando uma dentição horripilante e mortal, no melhor estilo “Alien”.

A direção de Andy Muschietti surpreende por tamanho controle em conduzir tantas subtramas do roteiro – envolto ao realismo-fantástico – que aborda diferentes situações, dentre os quais: relações familiares, bulling, sequestros, assassinatos, medo, amizade, descoberta do amor, obesidade, pré-adolescência e as bem definidas personalidades das sete crianças e do vilão que seduz e aniquila. Ufa!!

Bill Skarsgärd interpreta seu multifacetado palhaço assassino, com desenvoltura marcante, mostrando que por baixo de uma maquiagem bem feita, há um ator que transmite sentimentos plurais, através de suas feições e de seus olhares.

Há de se ressaltar as inesperadas cenas de violência, em se tratando de filme para adolescentes. Cenas chocantes que surpreendem pela violência e autenticidade.

Méritos da direção de Muschietti, que soube orquestrar cada meandro do roteiro sem deixar de dirigir com eficácia, um elenco infantil, inspirado.
O longa It – A Coisa transita entre cenas de suspense, terror e alívio cômico em equilíbrio constante, numa tangível atmosfera dos anos 1980, que muito irá agradar aos saudosistas de plantão.

It – A Coisa (“It” / Estados Unidos, 2017)

Nota: 8 (****)
Direção: Andy Muschietti
Elenco: Bill Skarsgärd, Finnn Wolfhard, Jaeden Lieberher, Sophia Lillis

Para mais informações sobre o filme It – A Coisa siga este link

Artigo anteriorPróximo artigo
Ivann Willig
tem 46 anos, é gaúcho, nascido em 1970, em Cachoeira do Sul (RS), mora há 30 anos no Rio de Janeiro. Formado em duas faculdades: Artes Cênica (UNI-RIO) & Cinema (UNESA). Dirigiu e roteirizou 4 curtas: “Elas Preferem Jiló”; “Na Hora de Dizer Sim”; “A Idade da Inocência” (com Marcos Caruso e Roberto Bomfim) e “Escolhas” (com Carolina Kasting e Tuna Dwek). Trabalha como jurado de festivais de cinema (Curta Taquary - Pernambuco & Festival de Coremas – Paraíba) Trabalhou em longas metragens como maquiador, entre eles: “Tropa de Elite 1 e 2”, “Cidade dos Homens”, “Romance”...atualmente trabalha como caracterizador assistente em novelas da Globo. Foi crítico de cinema para o site de Portugal: www.clock51.com e de Los Angeles: www.bdci.tv e também para a Revista Preview. Escreveu um livro autobiográfico, intitulado: “Grades do Preconceito”.

1 Comentário

  1. Amei sua crítica. Ainda não vi o filme. ..odeio palhaços, tenho medo do que eles escondem. Adorei te ver aqui. Beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *