Configurar corretamente uma conexão VPN com a Check Point

pexels gem fortune 2048774

Com o emergir da pandemia da Covid-19, o regime de trabalho tem vindo, como sabemos, a adotar novas ferramentas que permitam a colaboração segura à distância. A utilização de conexões via VPN está em ascensão – um estudo da Statista estima que o mercado VPN esteja avaliado em 31 mil milhões de dólares em 2021, prevendo-se que este número suba para 35 mil milhões de dólares no ano de 2022. 

Publicidade
Loading...

Assim, são muitas as empresas que estão a implementar a sua própria VPN, um mecanismo pouco conhecido até agora, mas que tem vindo a tornar-se fundamental à segurança do teletrabalho. A Check Point® Software Technologies Ltd. (NASDAQ: CHKP), fornecedor líder global de soluções de cibersegurança, destaca os conhecimentos chave necessários na hora de implementar este tipo de rede num computador, reforçando que, para o realizar de forma correta, é preciso diferenciar-se os diferentes sistemas operativos.

O que é um VPN e qual a forma correta de o configurar?

Uma VPN (Virtual Private Network) é uma tecnologia que permite a conexão de um ou mais computadores a uma rede privada virtual, utilizando para isso a Internet, sem ser preciso que os dispositivos estejam fisicamente conectados entre si, podendo, inclusive, encontrar-se em localizações totalmente distintas. Graças a esta conexão, é possível que dois ou mais dispositivos troquem dados de forma segura e privada, utilizando apenas um nome de utilizador e uma palavra-passe. O panorama atual de teletrabalho contribui para que cada vez mais empresas utilizem este tipo de soluções, através das quais é possível que os trabalhadores se conectem à rede corporativa independentemente do lugar em que se encontrem.

Antes de iniciar a configuração, é evidentemente necessário ser um cliente VPN e possuir os dados de acesso ao mesmo (o endereço IP do servidor, o tipo de encriptação utilizada, o nome de utilizador e a respetiva palavra-passe). Perante o desconhecimento generalizado sobre este tipo de conexões e sobre como instalá-las nos dispositivos, os especialistas de cibersegurança da Check Point fornecem as dicas essenciais à sua configuração correta e segura:

  • Configurar uma rede VPN em Windows: aceda a “Configurações do Windows” no menu Inicar. Depois, selecione a opção “Rede e Internet/VPN”. Por último, clique em “Adicionar uma ligação VPN” e introduza todos os dados do serviço VPN de que dispõe. Assim, todos os documentos, arquivos e informações compartilhadas estarão encriptadas e protegidas.
  • Configurar uma rede VPN em Mac: abra “Preferências do sistema” e escolha a secção “Rede”. De seguida, clique em “Adicionar (+)”, opção localizada na parte inferior da lista de serviços de rede. Depois, selecione a opção “VPN” e preencha os dados que recebeu do serviço VPN.

Contar com uma rede VPN é uma garantia imprescindível de segurança. O aumento do regime de trabalho remoto veio reforçar a necessidade de controlar o acesso à rede de uma empresa através da Internet. Mesmo estando protegida por uma palavra-passe, é possível aceder à rede através da utilização de uma ligação WiFi pública, facilitando o acesso a potenciais agentes maliciosos. Ao aceder através de uma VPN, está garantida a proteção tanto da empresa, como do colaborador, uma vez que a conexão está encriptada da mesma forma que estaria caso o acesso fosse estabelecido através do escritório.

“Uma conexão VPN é, hoje, uma escolha essencial a qualquer empresa que implemente o teletrabalho. Este tipo de rede oferece segurança e privacidade na troca de quaisquer dados ou arquivos pela internet, garante uma proteção adicional quando nos conectamos a uma rede Wi-Fi pública, permite o acesso à rede corporativa a partir de qualquer lugar e é de utilização muito fácil. É necessário apenas, como é evidente, que as pessoas que pertençam a essa rede saibam como instalá-la e configurá-la corretamente. Uma conexão VPN é uma boa medida de proteção adicional para qualquer empresa, especialmente agora que o teletrabalho está para ficar”, destaca Eusebio Nieva, diretor técnino da Check Point para Espanha e Portugal.

A Check Point oferece um serviço de acesso remoto em VPN que proporciona, tanto à empresa como aos colaboradores, um acesso remoto em segurança e sem qualquer limitação de rede, independentemente da localização. A utilização desta solução garante a autenticação multifactor, a análise de conformidade do sistema endpoint e a encriptação de todos os dados transmitidos.

Para conhecer todos os detalhes das soluções da Check Point para teletrabalhar de forma segura, visite https://www.checkpoint.com/solutions/secure-remote-workforce-during-coronavirus/

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
Nilton é um entusiasta das novas tendências tecnológicas e do impacto que estas têm nas organizações e no nosso dia a dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.