Facebook prepara lançamento de serviço financeiro

O Facebook busca diversificar fonte de receita e prepara para oferecer aos seus utilizadores serviços financeiros, que servirá basicamente para armazenar e trocar dinheiro em formato eletrônico, adianta o jornal Financial Times. Liderado por Sean Ryan, vice-presidente da companhia, o projeto aguarda autorização do Banco Central da Irlanda para se tornar uma instituição e-money, o que permitirá ao Facebook emitir unidades de valor monetário.

Caso seja aprovado, este dinheiro eletrônico será válido apenas na Europa, através de um processo conhecido como “passaporte europeu”. Com ele, os seguidores da rede social de Mark Zuckerberg conseguirão armazenar quantias de dinheiro no próprio Facebook e, ainda, utilizar o site para pagamentos e transferências. Esta seria, claramente, uma mudança estratégica para a empresa, que até agora mantinha na publicidade a sua principal fonte de receita.

Segundo adianta o FT, o Facebook já está em negociação com três startups (TransferWise, Moni Technologies e Azimo), todas especializadas em transferência de valores a nível internacional, a fim de viabilizar esta iniciativa. Atualmente, a rede social já está autorizada a promover alguns serviços de transferências monetária, mas apenas nos Estados Unidos, como no caso de pagamento pelo de uso de alguns jogos.

Foto: Harriet Taylor | CNBC
Foto: Harriet Taylor | CNBC

Fonte: Financial Times

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.