Facebook fica offline por 50 minutos e Twitter dispara

Facebook-down-twitter-techenet-cassis

Na manhã desta terça-feira, o Facebook e o Instagram foram abaixo e, por aproximadamente 50 minutos, milhões de utilizadores por todo o mundo registaram problemas no acesso às plataformas. A pane chegou a ser noticiada como um ataque informático, mas a empresa negou que tenha sido alvo de um ataque.

Ao tentar usar o serviço, os utilizadores eram notificados com uma mensagem que dizia “Desculpe, algo está errado. Estamos a trabalhar e o problema será solucionado o mais cedo possível”. Mesmo a falha tendo durado pouco, posts sobre o tema começaram a pipocar precisamente noutra rede social: o Twitter, onde logo foi criada a hashtag #FacebookDown, com reações de utilizadores descontentes mundo a fora.

A queda no serviço afetou diversos países, de acordo com um mapa publicado por um site que monitoriza algumas das principais redes sociais. A falha afetou sobretudo os EUA, mas também a Austrália e a Nova Zelândia registaram falhas.

Embora o grupo de hackers Lizard Squad tenha publicado no Twitter que o serviço ficar offline, comportamento que levantou suspeitas sobre o envolvimento num possível ataque, o Facebook tratou de assumir a culpa pela falha, descartando logo esta hipótese. “Isto não é um ataque de terceiros. Ocorreu depois de introduzirmos mudanças que afetaram a configuração do nosso sistema”, afirmou a porta voz da rede social.

Esta é a segunda vez em menos de um ano que o Facebook passa pelo mesmo problema. Vale lembrar que em Junho do ano passado, a rede social esteve offline por quase meia-hora, o que teria sido, até então, a maior interrupção alguma vez verificada pela empresa em quatro anos.

Via Público

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.