Google quer lançar brinquedo inteligente

brinquedo inteligente




Depois de lançar uma versão da aplicação do Youtube com conteúdos especiais para crianças, a Google registou uma patente de um brinquedo inteligente capaz de interagir com pessoas, bem como com aparelhos.

Num esboço publicado pelo US Patent and Trademark Office (USPTO), e publicado pela imprensa internacional, pode ver-se o que parecem ser coelhos e ursos de peluche com microfones integrados nas orelhas, câmaras nos olhos, alto-falantes na boca e motores no pescoço.

brinquedo inteligente

O brinquedo foi descrito como capaz de ouvir pessoas e responder com frases pré-gravadas, bem como virar a cabeça para fazer “contacto visual”.
Além disso, o brinquedo pode comunicar com aparelhos electrónicos por Wi-Fi ou Bluetooth (tecnologia sem fio), passar uma música ou pôr um filme a passar num ecrã.

Brinquedo inteligete da Google

O documento publicado dia 21, mas só agora apresentado à imprensa, refere a possibilidade de se usar esse tipo de brinquedo como um “controlo remoto inteligente”, que pode centralizar a gestão de todos os aparelhos de uma habitação.

“O aparelho antropomórfico pode ser uma boneca, ou um brinquedo parecido com um humano, um animal, uma criatura mítica, ou um objeto inanimado”, lê-se no documento.
Também pode ter a função de reconhecimento facial, identificando “quem está a olhar”, acrescentam os documentos divulgados. Richard Wayne DeVaul e Daniel Aminzade são os criadores desta invenção. O pedido de patente foi apresentado em Fevereiro de 2012.

Artigo anteriorPróximo artigo
Paula Pedro Martins
Jornalista, colaboradora em várias publicações, nomeadamente, as revistas “Pais & Filhos” e “Bebé d’Hoje”. Dedica-se também ao guionismo na área do entretenimento televisivo e à escrita para crianças. Foi coordenadora e editora em portais de referência. E é apaixonada por música, cinema e viagens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.