Google Assistant chegará a 38 novos países já este ano

Google prepara-se para integrar pagamentos através do Google Assistant

A assistente virtual Google Assistant já foi lançada há algum tempo atrás, mas apesar disso a sua globalização está ainda longe de concluída. Durante a Digital News Initiative Summit, que decorreu em Amesterdão, a Google deverá ter anunciado grandes planos para a Google Assistant.

— Xiaomi revela os novos Redmi Note 5 e Note 5 Pro —

De acordo com as novas informações, a Google planeia expandir a sua assistente virtual para 38 novos países até ao final do ano, elevando assim o suporte da Google Assistant em 52 países. Esta nova lista de países incluí a Russia, Holanda, Suécia, Itália e Arábia Saudita. Mas a nova expansão da Google Assistant não se irá restringir apenas a novas localizações, estando também planeada a inclusão de 17 novos idiomas, incluíndo russo, arábico, holandês e indú.

Com a sua constante evolução e aquisição de novas funcionalidades, a Google Assistant suporta actualmente vários idiomas, tal como inglês, francês, alemão, italiano, japonês, coreano, espanhol e português. Apesar dos vários idiomas suportados, está ainda apenas disponível na Austrália, Canadá, França, Alemanha, Japão, Reino Unido e Estados Unidos.

Infelizmente ainda não se tem qualquer informação sobre a linha temporal planeada pela Google para a adição de novos países e idiomas. Certamente que com a grande expansão da sua assistente virtual a Google espera conseguir disparar as receitas provenientes da venda do Google Home para níveis nunca antes vistos. Para além das vendas da sua coluna inteligente, é bastante provável que outros electrodomésticos “inteligentes” vejam também um considerável aumento no número de vendas.

Google Assistant

Não há dúvida que as assistentes virtuais têm oferecido grandes ferramentas aos seus utilizadores, mas não nos podemos esquecer que a chegada da Google Assistant a mais países é apenas um pequeno passo na sua total integração. Depois do suporte oficial por parte da Google, terão ainda de ser realizadas várias acções para que esta consiga interagir com os serviços e empresas disponíveis em cada um dos novos países.

via: Phone Arena

Artigo anteriorPróximo artigo
frequentou a licenciatura de Desporto em Setúbal e actualmente reside em Londres. Apaixonado por novas tecnologias e fã do "pequeno" Android desde 2009. Fundador e autor do blog Androidblog.pt, criado em 2012.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *