Apple suspende um dos seus fornecedores por exploração de jovens

Apple Pegatron

Para garantir os volumes necessários na produção dos seus vários produtos, a Apple tem contratos com diversos fornecedores asiáticos. Agora, novas informações confirmam que a gigante de Cupertino se viu obrigada a terminar um desses contratos.

Publicidade
Loading...

Ainda que não tenham sido revelados muitos detalhes sobre as especificidades do seu contrato, a Apple confirmou que a Pegatron, uma das suas mais antigas fornecedoras, violou as regras da Apple ao empregar estudantes em turnos noturnos.

Não foi esclarecido quais os produtos que a Pegatron estaria atualmente a fabricar para a Apple, mas uma fonte próxima da fabricante revelou que realizavam a montagem do iPhone 12 Mini.

De acordo com a mesma fonte, estas ações não irão afetar de forma alguma o volume de stock disponível.

Apple vai implementar medidas de controle mais apertadas

Ainda que tudo indique que a Apple não esteve envolvida nesta prática, ao longo dos anos foram muitas as polémicas que apontavam para faltas de condições e exploração de trabalhadores nas linhas de produção das maiores fabricantes de smartphone.

Por isso, para evitar futuros problemas, a Apple já confirmou que irá implementar medidas de controle mais apertadas. Entre as medidas relatadas, vão aumentar o número de auditorias e visitas surpresas às suas fábricas em todo o mundo.

Apple Pegatron

No que respeita a este incidente especificamente, revelaram que os executivos da Pegatron fizeram de tudo para esconder as suas ações, falsificando documentos para que não fossem descobertos.

Ainda que esta seja uma grave violação do código de conduta, a fabricante confirmou que não existem relatos de que exploração de menores ou trabalho forçado tenha sido verificado.

A Pegatron já despediu o executivo responsável por estas ações, comprometendo-se em reforçar a inspeção de todas as suas fábricas, de forma a conseguirem garantir que este tipo de incidente não se repete.

Outros artigos interessantes:

via: CNN Business

Artigo anteriorPróximo artigo
João Silva
A paixão por tecnologia já corre há muitos anos, separando os tempos livres entre a pesquisa de novas aplicações para o telemóvel e os mais recentes jogos para a Nintendo Switch.