[VÍDEO] Janelle Monáe canta “Heroes”, de David Bowie

Compilado pela Pepsi, álbum visual intitulado Beats of the Beautiful Game terá regravações de clássicos da música mundial em versões apresentadas por ícones na cenário pop contemporâneo, como Santigold, Timbaland, Rita Ora e Kelly Rowland, entre outros. A primeira versão que chega ao público é “Heroes”, o clássico de David Bowie, revisitado no inconfundível estilo de Janelle Monáe.

Com lançamento oficial agendado para 10 de junho (veja playlist completa abaixo), inspirado no futebol, o disco traz canções que serão acompanhadas por curtas-metragens assinadas por nomes como Spike Lee, Diego Luna ou, ainda, Idris Elba. Assinado pelo coletivo Young Astronauts, o vídeo de “Heroes” tem como temática o bullying e já pode ser visto logo abaixo:

Em entrevista à revista Rolling Stone, Monáe fez questão de lembrar que “pela forma como o mundo está nos dias que correm, nunca conseguimos escrever canções suficientemente inspiradoras ou motivadoras, que encorajem as pessoas e façam com que nos sintamos destemidos.

PLAYLIST DE “BEATS OF THE BEAUTIFUL GAMES”

1. Janelle Monáe – “Heroes” (vídeo de The Young Astronauts)
2. Don Omar – “Pura Vida” (vídeo de Jessy Terrero)
3. Rita Ora – “I Will Never Let You Down (Switch Remix)” (vídeo de Diego Luna)
4. R3hab feat. Eva Simons – “Unstoppable” (vídeo de by Idris Elba)
5. Jetta – “Crescendo”
6. Kelly Rowland – “The Game” (vídeo de Spike Lee)
7. Santigold -“Kicking Down Doors” (vídeo de Andy Morahan)
8. Timbaland staring Rachel Assil – “Whoever We Are” (vídeo de The Kolton Brothers)
9. Pearls Negras – “Guerreira” (vídeo de Cine Favela)
10. Jolin Tsai Yl-ling – “Now is the Time” (vídeo de Cai Yiqi)
11. Hassan el Shafei – “Ahlam Men Gedial”

Fonte: Blitz

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.