Rede de crimes digitais é desmontada após atacar quase 1 milhão de computadores

Liderada pelos Estados Unidos, uma operação internacional interrompeu a atuação de um grupo responsável por atacar algo entre 500 mil e 1 milhão de computadores em quase uma dúzia de países, de acordo com comunicado do Departamento de Justiça dos EUA.

Gameover Zeus, um dos softwares maliciosos utilizados neste ataque, é derivado do trojan Zeus, que em 2006 causou problemas ao roubar dados pessoais e financeiros dos cibernautas. A investigação aponta para um cidadão de nacionalidade russa como responsável pelos crimes, o mesmo que teria criado o Zeus há oito anos.

De acordo com informações adiantadas pela Reuters, outras aplicações criminosas também eram instaladas nas máquinas das vítimas, como o Cryptolocker, que criptografa documentos para posterior extorsão. Em dois meses, só esse vírus teria infectado cerca de 234 mil computadores, resultando na extorsão de US$ 27 milhões. Juntos, os dois softwares teriam arrecadado mais de US$ 100 milhões.

Via Olhar Digital

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.