Infográfico: o impacto das mídias sociais nas notícias

A instituição financeira holandesa ING realizou um estudo que demonstra as principais alterações nos hábitos dos jornalistas desde o advento das rede sociais. Para se ter uma ideia, de acordo com a pesquisa, estas plataformas já são a principal fonte de informação de 50% dos jornalistas, embora 32% destes profissionais ainda duvidem da fiabilidade destas informações.

Algumas das principais conclusões do estudo foram compiladas neste infográfico que revela, entre outras coisas, que o crowd checking (quando a informação é confirmada tendo em conta o número de interações geradas nas redes sociais) supera o tradicional fact checking: já são 55% contra 44%, respetivamente.

Além disso, cerca de 80% dos jornalistas admitem publicar, ocasionalmente, informações que não foram efetivamente confirmadas; mas que surgiram de rumores nas redes sociais.

infografia_impact_social_media_news_430_techenet

Via Liga-teàMedia

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.