Teatro Nacional de São Carlos é palco das comemorações mundiais dos 70 anos da UNESCO

70 anos da UNESCO




O Dia Mundial da Ciência pela Paz e Desenvolvimento, é assinalado juntamente com os 70 anos da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), num espectáculo de Gala que terá lugar hoje, no Teatro Nacional de São Carlos.

As comemorações contam com a participação de um elenco de luxo, formado por muitos dos nossos melhores cantores líricos e ligeiros, performances de dança clássica e contemporânea representadas pela Companhia de Dança de Almada e os primeiros bailarinos da Companhia Nacional de Bailado, Filipa Castro e Carlos Piñilos e Legacy. Também a alta costura marcará presença sob a assinatura de João Rolo.

Entre os músicos, destacamos as participações da Banda Sinfónica da PSP, Yolanda Soares (soprano), Carlos Guilherme (tenor), Manuel Brás da Costa (contratenor) Pedro Tavares (tenor), Ana Paula Russo (soprano), Sofia Escobar (soprano), Elsa Cortez (soprano), o Grupo Vocal Olisipo e o Coro Gregoriano de Lisboa.

Aguardamos também as participações de Ala dos Namorados e D.A.M.A., num registo mais ligeiro.

Destacando o Dia da Mundial da Ciência, será prestada homenagem a Mariano Gago e será entregue uma escultura a um jovem cientista português.

No Salão Nobre, antes do espectáculo, será servido um jantar de gala.

Um repertório inesquecível, num espectáculo imperdível, cujas receitas reverterão a favor da UNESCO, apoiando deste modo a sua intervenção na defesa de causas humanitárias um pouco pelo mundo inteiro, desde 1945.

O programa das comemorações vai de encontro ao preâmbulo do acto constitutivo da UNESCO – “Nascendo as guerras no espirito dos homens, é no espirito dos homens que devem ser erguidos os baluartes da paz” – através da arte e da cultura derrubando barreiras, construindo caminhos.

Artigo anteriorPróximo artigo
Ana Reis Felizardo
É licenciada em Sociologia pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Politicas da Universidade de Lisboa, onde também está a fazer Mestrado em Família e Género. Tem uma paixão atribulada pela escrita, com a qual por vezes corta relações. Tem uma relação estável e igualmente apaixonada com a música, o teatro, o cinema, a literatura e demais expressões artísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.