Xiaomi escala até ao 4º lugar no ranking de fabricantes!

Xiaomi Samsung India

A Xiaomi continua a provar-se uma brilhante fabricante trimestre após trimestre, lançando smartphones cada vez mais inovadores e colhendo os frutos com a sua popularidade a aumentar exponencialmente. Mas não é só a sua popularidade que está a aumentar em grande escala, o seu excelente trabalho tem também reflectido no seu número de vendas.

— HTC U12 vai ser apresentado no dia 23 de Maio —

A gigante chinesa conseguiu finalmente acabar com o grande “sprint” feito pela OPPO, que se conseguiu manter na quarta posição do ranking de fabricantes a nível mundial. No último trimestre de 2017 a OPPO viu pela primeira vez em muitos meses o seu crescimento apresentar valores nulos, deixando o caminho aberto para a Xiaomi que continua uma escalada monumental.

Seria apenas uma questão de tempo até que a Xiaomi salta-se para o 4º lugar do ranking, o que aconteceu já durante o primeiro trimestre de 2018, colocando-se assim no encalce da Huawei que será certamente o seu próximo “alvo”.

Estes dados chegam-nos através do mais recente relatório da Strategic Analytics, que revelou os resultados das maiores fabricantes a nível mundial durante o primeiro trimestre de 2018, publicando os dados referentes a unidades vendidas e quota de mercado.

Xiaomi Ranking

As 3 maiores fabricantes do Mundo

Sem qualquer surpresa, o primeiro, segundo e terceiro lugar do ranking continua a ser ocupados pela Samsung, Apple e Huawei respectivamente. Durante o primeiro trimestre deste ano a Samsung manteve a liderança vendendo aproximadamente 78,2 milhões de unidades (22,7%), a Apple conseguiu apresentar melhorias relativamente ao ano passado conseguindo vender aproximadamente 52,2 milhões de unidades. A Huawei manteve o seu sólido terceiro lugar apresentando também uma positiva evolução relativamente a 2017, apresentando vendas na ordem dos 39,3 milhões de unidades.

Muito dificilmente irão acontecer grandes mudanças nos dois lugares cimeiros, uma vez que tanto a Samsung como a Apple têm-se apresentado como fabricantes bastante sólidas no que respeita à qualidade dos seus smartphones e também devido à grande legião de fãs. A próxima alteração no ranking, caso venha a acontecer ainda este ano, será certamente na “medalha de bronze”.

Samsung Apple Huawei

Xiaomi e a sua escalada para o Top 3

Depois de deixar para traz a OPPO, o próximo alvo da Xiaomi será certamente a Huawei. Ambas as fabricantes chinesas foram as que maiores crescimentos apresentaram em relação ao ano transacto, mas a que mais surpreendeu foi sem dúvida a Xiaomi.

Todos estavam cientes há muito tempo atrás do potencial da Xiaomi e as suas novas estratégias vieram simplesmente por em prática tudo o que se esperava já há bastante tempo. Durante o último ano vimos a Xiaomi concentrar muito mais esforços no desenvolvimento de smartphones inovadores e de qualidade premium que facilmente se colocam lado a lado com os melhores smartphones da actualidade, continuando a oferecer preços extremamente competitivos.

Para além da grande melhoria na sua oferta de smartphones, o grande passo da Xiaomi foi sem dúvida a sua rápida expansão para novos mercados. A sua entrada de rompante na Índia (um dos maiores mercados mundiais) foi a grande responsável pelo salto de gigante da fabricante chinesa, sendo ajudado pela sua faseada entrada em vários mercados Europeus, tal como Espanha, Portugal, Itália e Reino Unido.

Resta-nos agora esperar para ver como se irá desenvolver esta nova batalha de titãs na luta pela terceira posição no ranking das maiores fabricantes de smartphones do mundo entre a Xiaomi e a Huawei.




fonte | via

Outros artigos que vais gostar:

ZenFone Live L1 é o primeiro Android Go da ASUS

LG G7 ThinQ é oficial e chega com um “belo” notch

Estados Unidos apertam o cerco à Huawei e ZTE!

Artigo anteriorPróximo artigo
frequentou a licenciatura de Desporto em Setúbal e actualmente reside em Londres. Apaixonado por novas tecnologias e fã do "pequeno" Android desde 2009. Fundador e autor do blog Androidblog.pt, criado em 2012.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *