Roubo de criptomoedas aumenta 400% em 2018

Roubo de criptomoedas aumenta 400% em 2018

Atividades criminosas envolvendo criptomoedas tiveram um crescimento exorbitante em 2018. Os números que indicam o aumento estão no relatório da empresa de segurança norte-americana CipherTrace. O que torna este fenômeno curioso é que o valor do bitcoin, a criptomoeda mais conhecida, caiu vertiginosamente ao longo do último ano.

Fraude no mercado de criptomoedas quase atinge os US$ 2 bilhões

O crescimento de 400% no roubo e fraudes envolvendo criptomoedas e fez com que o valor atingisse a casa dos 1,7 bilhões de dólares. Deste valor, estima-se que US$ 950 milhões envolveram roubos em plataformas de negociação e em serviços de infraestrutura, como carteiras, locais onde o valor deveria, teoricamente, estar seguro. Para se ter uma noção do crescimento, em 2017 estima-se que “apenas” 266 milhões de dólares tenham sido roubados dessa forma.

Fraude no mercado de criptomoedas quase atinge os US$ 2 bilhões

Parte da atividade criminosa também ocorreu em operações fraudulentas. Mais de US$ 700 milhões foram perdidos por investidores e plataformas de câmbio em golpes promovidos por hackers e esquemas de pirâmides.

A Ásia parece ser o principal alvo dos golpistas, isto porque 58% da atividade criminosa ocorreu na Coreia e no Japão. A China é uma exceção provavelmente devido às restrições de uso da moeda no país. E, de acordo com a CipherTrace, estes números representam apenas o que eles podem validar e confirmar. Na prática é bem provável que o valor total dos golpes seja muito maior.

Combinado com a queda de valor das criptomoedas, este tipo de notícia é um balde de água fria no investidor que estava pensando em investir no setor. Este é uma das razões pelas quais várias pessoas começaram a buscar novas maneiras de utilização das suas moedas digitais. Um exemplo são as apostas esportivas e em casas de jogos online em geral. Uma das vantagens deste tipo de utilização é que o jogador pode fazer suas apostas de maneira totalmente anônima.

Claro, a utilização da moeda não ajuda o usuário a ter mais chances de ganhar nos jogos. Mas, mostra que as moedas virtuais já são bem aceitas em vários nichos de mercado. Aliás, se você quer saber como ganhar mais com apostas, não deixe de ler estas dicas para ganhar na roleta online e veja quais são os sites que aceitam Bitcoin. E não pare por aí, também pesquise por outras dicas e truques na internet, assim você aumentará suas chances de ganhar mais com suas criptomoedas investidas nas apostas.

Investidores estão otimistas apesar das quedas

Em janeiro deste ano, o valor somado das mais de 1600 moedas digitais era de US$ 112 bilhões. Embora o número pareça alto, ele, na verdade, revela uma queda de 80% ao longo do ano de 2018. Curiosamente alguns investidores ainda estão confiantes no setor. E um dos motivos é, justamente a maneira que as criptomoedas são, cada vez mais, integradas no dia a dia das pessoas.

No mundo, mais de 14 mil estabelecimentos já aceitam moedas digitais como forma de pagamento. Só no Brasil, são mais de 150 estabelecimentos, de acordo com o site coinmap.org. Empresas como o Facebook também estão trabalhando em maneiras de explorar o setor, no caso da empresa fundada pelo Mark Zuckerberg, a ideia é utilizar a criptomoeda em operações financeiras realizadas pelo WhatsApp.

Até mesmo supermercados de cidades brasileiras já aceitam pagamentos em criptomoedas. Claro, essa expansão pode ser uma das responsáveis pelo aumento no número de fraudes. Mas isso também indica que quem já está envolvido com o mercado de criptomoedas tem grandes chances de ter bons rendimentos no futuro.

Wesley Binz, CEO da Trader Group, afirma que “embora o bitcoin já tenha dez anos de criação, apenas cerca de 2% da população mundial já fez algum tipo de operação com a moeda”. No Brasil temos mais de um milhão de pessoas trabalhando com as moedas digitais e, entre estes, cerca de 400 mil são investidores. No geral, estes dados mostram que, embora 2018 tenha sido um ano ruim para o setor, o futuro pode sim reservar algo positivo.”

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.