Apple cria ferramenta que permite apagar álbum dos U2





Disponível no iTunes há apenas seis dias, o novo álbum dos U2 prepara-se para fazer história no cenário musical: Songs of Innocence já teria sido ouvido por mais de 33 milhões de utilizadores – a banda teria recebido 100 milhões de dólares para ceder o disco à Apple. Contudo, aparentemente, nem todos ficaram felizes com o “presente” oferecido pela gigante tecnológica.

Embora a inclusão do álbum nos dispositivos iOS tenha se mostrado bastante eficaz para a banda, uma vez que acabou por ter outras 26 músicas no top 200 do iTunes, a iniciativa foi criticada por milhares de utilizadores da Apple.

Com isso, a empresa viu-se “obrigada” a criar uma ferramenta que permitisse aos clientes insatisfeitos retirar as músicas dos seus gadgets com facilidade. “Alguns clientes pediram para apagar o disco, por isso foi criada a página itunes.com/soi-remove“, explicou Adam Howorth, porta-voz da empresa.

Songs of Innocence Remove | TecheNet | a Menina Digital
Clique aqui para remover “Songs of Innocence” do seu iTunes | TecheNet | a Menina Digital

 

Songs of Innocence” foi lançado de surpresa no dia 9, no mesmo dia em que a Apple apresentou ao mundo o iPhone 6 e o iWatch, ficando imediatamente disponível no iTunes e nos dispositivos da marca. O download gratuito ficará disponível até dia 13 de outubro, sendo que, caso seja apagado, um novo download terá de ser feito.

Artigo anteriorPróximo artigo
Cláudia Assis
Jornalista, Assessora de Comunicação e Gestora de Marcas nas redes sociais, Cláudia Assis tenta definir a si mesma como "uma menina multitask". Aquariana [logo vanguardista!] e nômade por natureza, viu a sua vida ser conduzida numa viagem transatlântica rumo a Portugal. O objetivo inicial era um mestrado em Ciências da Comunicação mas, desde então, vive num enamoramento constante com a terra de Pessoa. E, assim como o poeta, ela é também muitas "pessoas". CAssis é uma delas [talvez a mais intensa] e que nada mais é que uma versão 2.0 de si mesma, um alter-ego nas redes sociais. O que “ambas” têm em comum? Falam muito. Sobre tudo e todos. Têm sempre uma opinião a dar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.