Dicas de segurança para comprar e vender seus serviços online

Dicas de segurança para comprar e vender seus serviços online

Não é à toa que o brasileiro tem fama de ser um “empreendedor por natureza”. Com a pandemia do coronavírus, muitas pessoas perderam os seus empregos e precisaram se reinventar: nas duas primeiras semanas de junho, 700 mil pessoas passaram a fazer parte da estatística do desemprego, segundo dados fornecidos pelo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Neste contexto, o empreendedorismo tem se tornado uma saída para muitos brasileiros que tiveram a renda comprometida. De 7 de março e 4 de julho de 2020, o Portal do Empreendedor registrou 551.153 novos microempreendedores no país, 16.788 a mais do que no mesmo período de 2019, segundo informações da Forbes. 

Mas em tempos de isolamento social, vender seus produtos ou serviços online é uma boa saída. Confira algumas dicas de segurança! 

Cuidado ao fazer investimentos para o seu negócio

Um dos serviços que se popularizaram nesta pandemia foi a fabricação de máscaras de pano, que virou tornou fonte de renda para muitas pessoas, podendo ser vendidas online. 

Imagine que você esteja montando uma infraestrutura para fabricar o produto. Uma das dicas de segurança é pesquisar se o seu fornecedor de tecido é confiável, se você tem um espaço adequado para uma possível grande demanda e até se a mesa para a máquina de costura tem um design funcional para o trabalho e encaixa no seu cômodo. 

Este foi apenas um exemplo para ilustrar, mas a mesma lógica vale para qualquer estação de trabalho que você for montar e possíveis fornecedores que irão lhe atender. 

Segurança ao vender na internet 

A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM) disponibiliza uma cartilha sobre “como reduzir riscos e fraudes e vender com segurança”. Um dos pontos destacados no material é que você deve manter um backup dos documentos mais importantes do seu computador, como comprovantes, documentos, notas fiscais e e-mails. Além disso o computador deve estar sempre atualizado e livre de vírus. 

Outro ponto destacado é que se deve ficar atento às informações que aparecem no site sobre o seu cadastro e, em caso de dúvidas, contatar a empresa que hospeda a conta. 

Proteja seu cadastro 

A senha do seu cadastro não deve ser revelada a ninguém e trocada a cada seis meses. Também evite acessar sua plataforma de venda online em redes de internet e computadores públicos. 

Sua senha deve ser fácil de lembrar e difícil de adivinhar. Não a envie por e-mail, nem a deixe salva em arquivos do seu computador. Para a recuperação de senha, evite uma resposta muito fácil. 

Formas de pagamento 

A ABCOMM orienta ainda para micro e pequenos vendedores utilizarem serviços de pagamentos que intermediam a venda, tais como MercadoPago, PayPal, Moip, PagSeguro, etc. Segundo a Associação, esses serviços evitam possíveis fraudes ou contestação indevida de pagamento de quem compra, bem como oferecem credibilidade de quem vende, possibilitando abertura disputas no caso de desacordo comercial, o que evita prejuízos. 

Artigo anteriorPróximo artigo
Avatar
é um dos fundadores do TecheNet, juntamente com Jorge Montez.. O design é uma das suas paixões, tendo criado o estúdio Parapluie que desenvolve trabalhos de webdesign e design gráfico para os mercados brasileiro e português.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.