Retrospectiva: os artigos de Ciência mais lidos em 2014




Bem-vindos, amigos e amigas! 2014 se vai, mas deixa inúmeras descobertas da ciência, além de muitas hipóteses que serão desbravadas no futuro.

Do princípio do nosso universo à origem da vida; das profundezas dos oceanos à imensidão do cosmos; de avanços da medicina a novos perigos impostos por vírus e bactérias, muitos foram os temas tratados neste espaço de divulgação científica.

Como forma de agradecer pelo imenso apoio recebido pelo TecheNet no próprio portal e nas redes sociais, listamos aqui os artigos de ciência mais lidos no ano que nos deixa.

Desejamos a todos um excepcional final de ano, um feliz 2015 e, é claro, boa leitura!


 

A nova teoria compara a física da estruturação de organismos vivos à da formação de diversas outras formas na natureza. Um floco de neve (acima) é um exemplo de arquitetura guiada pela dissipação de energia. Imagem: Wilson Bentley
A nova teoria compara a física da estruturação de organismos vivos à da formação de diversas outras formas na natureza. Um floco de neve (acima) é um exemplo de arquitetura guiada pela dissipação de energia. Imagem: Wilson Bentley

Uma nova teoria da física para a origem da vida

 

A ideia de que a vida surgiu a partir de uma “sopa primordial” se popularizou no século XX. Essa linha de pensamento afirma que a energia (vinda de um raio ou do Sol, por exemplo) aplicada sobre pequenas moléculas — que continham o elemento químico carbono — produziu compostos orgânicos simples que, acumulados na água, se transformaram nas complexas cadeias moleculares que sustentam a vida na Terra. Uma nova teoria busca complementar nosso conhecimento a respeito do tipo de interações físicas que levou à evolução da vida, propondo que esta tenha se dado de maneira absolutamente previsível. Continua…


3-em-1: nova droga contra a obesidade é composta pela estrutura de três hormônios que agem sobre o controle da glicose no sangue e da gordura corporal: peptídeo-1 semelhante ao glucagon (esq.), glucagon (centro) e peptídeo inibidor gástrico (dir). Crédito: Brian Finan e Matthias Tschöp
3-em-1: nova droga contra a obesidade é composta pela estrutura de três hormônios que agem sobre o controle da glicose no sangue e da gordura corporal: peptídeo-1 semelhante ao glucagon (esq.), glucagon (centro) e peptídeo inibidor gástrico (dir). Crédito: Brian Finan e Matthias Tschöp

Medicamento 3-em-1 reduz a massa corporal em um terço do total

Cientistas desenvolveram um medicamento capaz de reduzir a obesidade em escala comparável à obtida com a cirurgia bariátrica, popularmente conhecida como cirurgia de “redução de estômago”, eliminando o excesso de peso corporal em um terço. Em estudo com roedores, os pesquisadores descreveram como o medicamento — uma combinação de três hormônios digestivos — age sobre o metabolismo. Continua…


Polímeros enrolados
Músculos artificiais feitos pelo enrolamento de fibras de nylon. Espessuras (de cima para baixo): 2.45 mm, 860 μm, 280 μm e 150 μm (cada μm, ou micrômetro, equivale a 0,001 mm). Crédito: Science/AAAS

Polímeros retorcidos criam músculos artificiais mais fortes do que os naturais

Linhas de costura e pesca foram usadas no desenvolvimento de músculos artificiais que podem suportar pesos até 100 vezes maiores do que músculos humanos de mesmo comprimento e peso, afirma uma equipe de cientistas. Continua…


Pôr-do-sol na Antártida com o aparelho BICEP2 em primeiro plano. Ao fundo, o Telescópio do Polo Sul. Crédito: Steffen Richter (Harvard University)
Pôr-do-sol na Antártida com o aparelho BICEP2 em primeiro plano. Ao fundo, o Telescópio do Polo Sul. Crédito: Steffen Richter (Harvard University)

Descoberta das ondas gravitacionais impulsiona a teoria da inflação cósmica

Físicos anunciaram em março a descoberta da primeira evidência direta da inflação cósmica, uma expansão extraordinariamente rápida do universo ocorrida uma fração de segundo após o Big Bang, há 13,8 bilhões de anos. Continua… (O furor da descoberta foi abafado, no entanto, por pesquisas subsequentes, que destacaram a possibilidade de interferência no sinal supostamente captado.)


EnvelhecimentoCientistas conseguem inverter o processo de envelhecimento

Uma equipe de pesquisadores conseguiu parar e reverter o processo de envelhecimento. Os cientistas, ao estudarem o DNA, descobriram como restabelecer a comunicação entre o nosso genoma (clássico) e o nosso genoma mitocondrial graças á molécula NAD (Nicotinamide adenine dinucleotide) que existe em grande quantidade quando somos jovens e que começa a diminuir a partir dos 20 anos. Continua…


Concepção artística do Kepler-186f, o primeiro exoplaneta do tamanho da Terra descoberto na zona habitável da órbita de uma estrela. Crédito: NASA Ames/SETI Institute/JPL-Caltech
Concepção artística do Kepler-186f, o primeiro exoplaneta do tamanho da Terra descoberto na zona habitável da órbita de uma estrela. Crédito: NASA Ames/SETI Institute/JPL-Caltech

Encontrado primeiro exoplaneta do tamanho da Terra em “zona habitável” de estrela

Utilizando o Telescópio Espacial Kepler, da NASA, astrônomos descobriram o primeiro planeta do tamanho da Terra dentro da zona habitável ao redor de uma estrela — apelidada de “Zona Cachinhos Dourados” —, o que significa dizer que ele está a uma distância adequada da estrela que orbita para conter água em estrado líquido. Continua…


Oceano Pacífico visto da Estação Espacial Internacional (ISS).  Crédito:  NASA
Oceano Pacífico visto da Estação Espacial Internacional (ISS). Crédito: NASA

Ventos sobre o Oceano Pacífico podem ter travado o aquecimento global

A maioria dos modelos climáticos previu que a tendência de aumento da temperatura da Terra, verificada no final do século passado, se manteria nos dias atuais, já que a emissão de gases de efeito estufa continuou intensa. No entanto, os últimos 13 anos foram de relativa estabilidade na temperatura da superfície do planeta, dando origem ao fenômeno que os pesquisadores denominaram “hiato no aquecimento global”. Continua…


Concepção artística de um buraco negro rodeado pelo disco de acreção, estrutura composta por matéria que orbita um objeto central graças à gravidade deste. Crédito: JPL-CALTECH/NASA
Concepção artística de um buraco negro rodeado pelo disco de acreção, estrutura composta por matéria que orbita um objeto central graças à gravidade deste. Crédito: JPL-CALTECH/NASA

Vivemos em um buraco negro — teoria ou realidade?

Nosso universo se expande há 13,8 bilhões de anos, a partir da ocorrência do Big Bang. Mas, o que havia antes dele? Para alguns físicos, nada; o tempo só começou a correr no instante em que se deu o Big Bang. Todavia, outros cientistas discordam e supõem que, em um instante imediatamente anterior à expansão, toda a massa e a energia do universo que viria a nascer estavam confinadas em um pontinho enormemente denso, embora finito: uma “semente” do novo universo. Continua…


Um raro diamante encontrado no Brasil contém uma amostra do mineral ringwoodite rica em água. Crédito: Richard Siemens/ Universidade de Alberta
Um raro diamante encontrado no Brasil contém uma amostra do mineral ringwoodite rica em água. Crédito: Richard Siemens/ Universidade de Alberta

Diamante do “inferno” revela água no manto da Terra

Um diamante “sem valor” — para as joalherias, diga-se — pode confirmar que o manto da Terra possui um grande reservatório de água. O estudo responsável pela descoberta, de autoria de Graham Pearson, foi publicado na revista Nature. Pearson, geoquímico da Universidade de Alberta, no Canadá, afirma que “há uma quantidade muito, muito grande de água” retida em uma camada do interior do planeta. Continua…


Aglomerado de galáxias surge em meio a uma imensa rede de matéria escura. Novo modelo de evolução do cosmos foi capaz de representar muitas das estruturas observadas pela astronomia moderna e propostas pela cosmologia. Crédito: Illustris Collaboration
Aglomerado de galáxias surge em meio a uma imensa rede de matéria escura. Novo modelo de evolução do cosmos foi capaz de representar muitas das estruturas observadas pela astronomia moderna e propostas pela cosmologia. Crédito: Illustris Collaboration

Universo virtual: modelo recria a evolução do cosmos

Interessado em testar a validade da cosmologia moderna e sua eficiência na explicação dos fenômenos que observamos no cosmos, um grupo de pesquisadores criou um modelo da evolução do universo, inserindo todo o conhecimento que pensamos ter a respeito das condições presentes na origem deste. Continua…


Aedes albopictus se alimentando. Uma refeição como esta pode transmitir a febre Chikungunya, doença severa que pode estar prestes a se tornar epidêmica no continente americano. Crédito: Institut Pasteur
Aedes albopictus se alimentando. Uma refeição como esta pode transmitir a febre Chikungunya, doença severa que pode estar prestes a se tornar epidêmica no continente americano. Crédito: Institut Pasteur

Febre Chikungunya pode estar prestes a invadir as Américas

Uma doença que se tornou realidade no continente americano: a febre Chikungunya. Em estudo publicado no Journal of Virology, o epidemiologista Ricardo Lourenço-de-Oliveira afirmou (em abril) que o risco de uma epidemia “catastrófica” no continente americano seria aumentado pela presença de pessoas das mais variadas partes do mundo no Brasil durante a Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. O país já sofre com a alta incidência do vírus da dengue, transmitido pelos mesmos mosquitos — Aedes aegypti e Aedes albopictus — que servem de vetores ao Chikungunya. Continua…

Artigo anteriorPróximo artigo
é graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) e trabalha como consultor financeiro na Valore Brasil - Controladoria de Resultados. Atualmente, cursa o MBA em Controladoria e Finanças na Universidade de São Paulo (USP). Entusiasta da razão e da ciência, fundou o espaço de divulgação científica Make It Clear Brasil, em 2013.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.